quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Os acertos de Calvino (1)


Calvino, como todos os homens, acertou e errou. É claro que não errou tanto quanto boa parte dos calvinistas, que desvirtuam a sua teologia. Mas, felizmente, o festejado Calvino também acertou, e muito. E, por isso, resolvi iniciar esta série, pela qual farei menção de algumas frases desse grande reformador (sem ironia), acompanhadas de meus comentários.

“O acesso à salvação a ninguém é vetado, por mais graves e ultrajantes que sejam seus pecados” (As Pastorais [1 Timóteo 1.15], p.43). Interessante... Durante muito tempo eu cheguei a pensar que esse teólogo, à semelhança dos predestinalistas, defendia uma expiação restrita e uma eleição arbitrária!

É claro que, ao estudarmos o todo da obra de Calvino, vemos que ele se contradiz quanto ao modus operandi da salvação, infelizmente... Mas o mencionado pensamento, pelo menos, está em pleno acordo com as Escrituras! Jesus morreu mesmo para salvar toda a humanidade (Jo 3.16; Hb 2.9; 1 Tm 2.6; 1 Jo 2.2). Apesar disso, nem todos são salvos, não porque Deus não queira salvá-los, e sim porque muitos têm rejeitado essa “tão grande salvação” (Hb 2.3).

“O arrependimento não está no poder do homem” (Exposição de Hebreus [Hb 6.6], p.155). Calvino tem razão. O ser humano não tem condição de arrepender-se por si mesmo, pois está morto em pecado (Ef 2.1-3). Por isso, é Deus quem dá o arrependimento (At 11.18). O que significa isso? Significa que o Senhor dotou o homem de intelecto, sentimento e vontade, faculdades pelas quais este é capacitado por Deus a arrepender-se.

Quando o tal pecador ouve a Palavra de Deus, o Espírito Santo entra em ação para convencê-lo (Rm 10.17; Jo 16.8-11). Se, pela fé, mediante o livre-arbítrio, o ser humano atender à ordenança para a salvação (At 16.31), confessando Jesus como Senhor, será salvo por sua graça (Rm 10.9,10; Ef 2.8,9). Caso contrário, permanece condenado (Jo 3.16).

“... que esta seja a nossa regra sacra: não procurar saber nada mais senão o que a Escritura ensina. Onde o Senhor fecha seus próprios lábios, que nós igualmente impeçamos nossas mentes de avançar sequer um passo a mais” (Exposição de Romanos [Rm 9.14], p.329). Oh, como seria bom se os predestinalistas atentassem para esse sábio e verdadeiro conselho de Calvino, deixando de dar asas à imaginação e à perigosa lógica humana! Mas, infelizmente, eles têm confundido Escrituras com Institutas...

“Deus jamais exclui ou priva alguém de sua graça, exceto aquele que se torna totalmente réprobo. Para tal pessoa nada é deixado” (Exposição de Hebreus [Hb 6.4], p.151). Calvino aqui, ao comentar acerca dos cristãos decaídos — pessoas que são iluminadas, provam o dom celestial, tornam-se participantes do Espírito Santo, bem como provam a boa palavra de Deus e as virtudes do século futuro, desviam-se, perdendo a salvação (Hb 6.4-6; cf. 2 Pe 2.1,20-22; Hb 3.12,13) —, contraria o bordão predestinalista: “Uma vez salvo, salvo para sempre”.

“Devemos viver em paz, caso desejemos que o espírito de bondade permaneça entre nós” (Exposição de Efésios [Ef 4.1-4], p.109). Seria bom que os calvinistas observassem esse conselho de Calvino. Afinal, eu não conheço nenhum dos seguidores do aludido reformador que, ao ser contrariado, haja pacificamente. Ao contrário, muitos demonstram estar mesmo em guerra contra quem pensa diferente.

Um dos principais divertimentos dos predestinalistas é se juntarem para malhar um
“Judas” que pensa diferente... Inserem o nome do contradizente (acompanhado ou não de uma foto) em uma comunidade do Orkut ou em um blog, ambos exclusivos para calvinistas, e malham alegremente o pobre “arminiano” que “não tem capacidade” para entender as sublimes doutrinas reformadas... Nobre isso, não?

Bem, tomando emprestada uma frase que os predestinalistas gostam de dirigir aos arminianos (depois de citarem algumas frases calvinistas de Armínio), concluo este artigo dizendo: “Calvinistas, ouçam Calvino!” Esse grande reformador (sem ironia), a despeito de ter cometido alguns erros quanto às doutrinas da salvação, realmente tem muito a nos ensinar!

Com amor,

Ciro Sanches Zibordi

19 comentários:

Landelino disse...

Pr. Ciro Graça e Paz!
Estou de pleno acordo com este texto claro e objetivo.
Compartilho dessa mesma concepção: Calvino também tem pontos positivos; mas é um ser humano e como tal há falhas.
Parabéns pelo maravilhoso texo
P.S: ineressante que Calvino Contraria os seus discípulos!

Silvia disse...

Paz!
Engraçado que entrei aqui justamente pra te fazer uma pergunta a respeito da predestinação, pois desconheço a respeito e o que li na declaração de fé da convenção batista me confundiu ainda mais a cabeça, eheh. E as pessoas a quem escrevo perguntando, esquivam-se de responder e quando o fazem, dizem que é um assunto que há 2 mil anos é uma debate de cristianismo e teologia sem solução.
Obrigada por esclarecer. Vou acompanhar os demais artigos, pois já sou seguidora deste blog.
Em Cristo, boa noite :-)

zeriky de souza disse...

Paz do Senhor Pastor Ciro.

Ótimo texto, concordo plenamente, que deus continue abençoando sua vida!

Artur Ribeiro disse...

Pastor Ciro, acabei de lhe enviar um email. Na medida do possível, peço-lhe que lhe responda.

É possível que ele esteja em sua quarentena, visto que enviei de minha conta no HOTMAIL.

A paz do Senhor,

Artur

charles disse...

Paz do Senhor Pr. Ciro

Muito bom o texto. Que o Senhor Jesus possa continuar abencoando mais e mais sua vida!!!
Uma pergunta: Os vs de 2 Pe 2:20-22 e uma alusao daquele que experimentou a graca de Deus e depois se afastou?
Muito obrigado pela atencao pr!!!

Ivan César da S Barboza disse...

Mais uma boa postagem bem sensata, que nos leva a uma reflexão mais profunda sobre o comportamento de ulguns cristãos mominais, que preferem, defender mais o ponto de vista de um homem falivél como nós, (que equivocou-se em vários pontos em suas teses), em detrimento de Palavra de Deus.Creio eu, que para terem uma vida licenciosa e promiscua, podemdo apoiar-se em alguem para justifica-las.

PAULO HENRIQUE disse...

“Depois da leitura da Escritura, a qual ensino, inculcando tenazmente, mais do que qualquer uma outra… Eu recomendo que os Comentários de Calvino sejam lidos... Pois afirmo que, na interpretação das Escrituras, Calvino é incomparável, e que seus Comentários são para se dar maior valor do que qualquer outra coisa que nos é legada nos escritos dos Pais — tanto que admito ter ele um certo espírito de profecia, em que se distingue acima dos outros, acima da maioria, de fato, acima de todos”. Jacobus Arminius (1560-1609)
escritos dos Pais — tanto que admito ter ele um certo espírito de profecia, em que se distingue acima dos outros, acima
da maioria, de fato, acima de todos”.
Jacobus Arminius (1560-1609)

Nandinho_usa disse...

Pastor Ciro
A Paz do Senhor Jesus
Primeiramente, quero dizer que te amo em Cristo Jesus, e que o Sr tem sido muito importante na minha vida, sem nem mesmo saber, pois acompanho esse blog a muito tempo, já li praticamente todos os textos que estao aqui, e tenho me edificado bastante atraves das suas palavras.
Mas eu gostaria muito de te fazer uma pergunta, se é que posso...
Bem... Pastor, eu sai de uma igreja recentemente, que prega essa tese "uma vez salvo, salvo para sempre", porque nao concordei com eles, que alem dessa tese, eles ainda acreditam em um terceiro lugar para as pessoas poderem ir depois da morte, que seria o mesmo que o Purgatorio da igreja catolica. Essa igreja que eu ia era a Videira - Igreja em Celulas, que tem a sede em Goiania, cujo o fundador e o Pastor Aluizio Silva.
Enfim, a minha pergunta é: Diante da Palavra de Deus, posso eu, me levantar aqui na minha cidade, para pregar contra essa heresia, claro, não vou usar o nome da igreja em si, e muito menos o nome do pastor (ou será que posso expo-los tambem?), usando todos os meios de comunicação (Internet, radio, tv, revista, e-mails, etc) para poder alertar tanto os que estão lá dentro, como os que estão fora???
Isso seria se levantar contra autoridade espiritual e/ou contra a Igreja do Senhor??
O que Paulo faria? Ficaria quieto diante de tão grande heresia???
Eu tenho muita paz em meu coração para fazer isso, mas pessoas disseram isso pra mim, mesmo não conseguindo mostrar na Biblia tal conselho!
O que faço então, me calo e deixo tudo isso acontecer diante do meu nariz, sabendo que eu posso ser luz para essas pessoas?
Enfim, não sei se conseguiu me entender Pastor, mas caso isso tenha acontecido, por favor entre em contato comigo, ou me responda aqui mesmo nos comentários.
Desde ja, muito obrigado Pastor
Se eu pudesse ter seu telefone....
Ahhh, moro em Atlanta nos Estados Unidos.
Um grande abraco
ate mais!

irmao_wandson disse...

Glória Deus!

a verdade do evangelho disse...

Paulo Henrique cuidado para não interpretar a Bíblia á luz de Calvino.

"Um certo espírito de profecia?" o que é isso meu irmão, está querendo compará-lo a Ellen G. White? Deste jeito você cria o dogma da infalibilidade calvinal.

Pb. Edinei Siqueira, Th.B

O PENSADOR disse...

Como de costume, ..., um excelente texto reflexivo!

Que Deus continue lhe dando tempo discorrer sobre este e outros assuntos importantes e que junto com o tempo venha a capacidade para administrá-lo...

Graça e Paz...

a verdade do evangelho disse...

Amado Pr. Ciro ao ler o comentário (assinado por "Vemver.tv)cheguei á conclusão que alguns calvinistas estão dispostos a dar a própria vida por calvino.
Eu também até hoje não encontrei um calvinista que saiba ouvir argumentos contrários sem uma atitude de donos da verdade.
Até parece que para eles quem não anda nas pegadas do seu mentor espiritual (Calvino)torna-se um Serveto merecendo a morte.

Oxalá os calvinistas extremados pudessem ser mais moderados e exercessem humildade quando vissem suas convicções sendo questionadas.

Pb. Edinei Siqueira, Th.B

DANIEHL disse...

Pr. Ciro,

Não faz muito tempo tornei-me leitor do seu "blog" e tenho aprendido muito com suas mensagens e belas exposições sempre em consonância com a Bíblia a palavra de Deus.

Não sou exegeta, doutor da Lei, sabio ou "entendido" da divina e preciosa Palavra. Mas dentro de minhas limitações, apenas um seguidor e observador dos ensinamentos daquele que deu sua vida por mim. Meu amado Senhor Jesus.

Confesso que nesse pouco tempo que venho acompanhando o amigo, fiquei escandalizado e estarrecido com tamanha voracidade dirigida contra o Pastor, no exercício do Ministério que o Senhor lhe confiou.

Pessoas que tanto argumentam e querem demonstrar tanto saber teológico baseados neste ou naquele intérprete das escrituras, parece que esqueceram do mais elementar ensinamento do Mestre (bom que se diga: Jesus de Nazaré), O AMOR. Amor a DEUS (de todo coração, ...alma, ...força e entendimento) e ao PRÓXIMO (como a ti mesmo). Sem isso como base, todo resto perde o sentido, o significado. Toda pretensa teologia são palavras jogadas ao vento. Só fazem barulho e nada produzem.

É lamentável poder constatar que alguns comentários, que por vezes se lhe fazem alguns, vão muito além de críticas, beirando a condenação. Me pergunto qual o sentimento que norteia palavras tão duras? Estes talvez conheçam as letras da Escrituras, mas parecem ignonar o Poder de Deus, o AMOR. E sem este, tudo o mais perde o significado.

"Naquela hora, exultou Jesus no Espírito Santo e exclamou: Graças te dou ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas ao sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado.
Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém sabe quem é o Filho, senão o Pai; e tambem ninguém sabe quem é o Pai senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar". (Lc.10:21-22)

No mais, amado Pastor, que Deus continue fortalecendo e abençoando seu Ministério e sua vida. E lhe deixo em especial a Palavra do Senhor que se encontra no Livro de Ezequiel 3:4-11.

Em Amor
DANIEHL

luciano disse...

Deixo umas perguntas para o nobre Pastor:

1-Cristo sofreu pelos pecados de todos os homens,ou pelos pecados de alguns homens,ou por alguns dos pecados de todos os homens?

2-Se Deus quer q todos sejam salvos por que então Ele não da fé a todos para q creiam?

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezado Luciano,

Também lhe faço algumas perguntas:

1) Se a Bíblia afirma clara, textual e categoricamente que Cristo morreu deu a vida por TODA a humanidade, por que um cristão verdadeiro teria dúvida acerca disso?

2) Se a Bíblia igualmente afirma clara, textual e categoricamente que Deus quer que TODOS os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade, por que um cristão que se preza ainda tem dúvidas quanto isso?

CSZ

luciano disse...

Há algumas considerações gerais sobre a palavra “todos” q devem ser feitas em primeiro lugar. Ele tem dois significados em uso normal. Pode tanto significar “a totalidade de” como “os de toda a espécie”. Posso afirmar q talvez uma em cada dez vezes, ela significa “a totalidade de” nas escrituras!O uso mais comum da palavra é com o sentido de “os de toda a espécie”.

Por exemplo: Jo 12.32. Obviamente, não é toda a raça humana q será atraída para Cristo. “Todos”, nesta passagem, só pode significar homens de toda a espécie.

Atos 2.17. É claro, por experiência, q o Espírito Santo não é derramado sobre toda a raça humana. “Toda a carne” só pode significar, aqui, pessoas de toda a espécie-não apenas judeus.

Desses exemplos podemos tirar as seguintes conclusões:

1- A palavra “todos” frequentemente significa “alguns de toda a espécie”.
2- A palavra “todos” pode significar “todos de uma determinada espécie”. Em Rm 5.18, “todos os homens” obviamente significa “todos os homens justificados” ou “todos os crentes” (e isso fica bem claro no vers. 17).

Alexsander Piau Aves disse...

A paz do SENHOR pastor! É difícil de entender como tem pessoas que idololatra o calvino, colocando até mesmo as suas téses falível acima das Escrituras de DEUS; isto é um comportamento de pessoas imaturas e insensatas que não estão a beira do poço, mais sim, dentro de um escuro e bem lá no fundo, mergulhados em águas de heresias cheias de todo o engano. Ei calvinistas! parem de ir por pensamento inlógicos e cheios de brechas, se sujeitem a unica que é digna e inerrante e perfeita palavra de DEUS!!!!!...Um grande abraço pastor ciro e continue firme nesta marcha DEUS é contigo.

pca disse...

Boa Pr. Ciro, prove o seu ponto apontando para as Escrituras e deixe os outros ficarem elaborando objeções baseadas em sua própria lógica. Se as Escrituras não se encaixam na cabeça de alguns, não é problema do senhor.

Mas as perguntas do luciano já foram respondidas há séculos e ele provavelmente nunca as conheceu porque ele nunca sai de seu círculo e só lê calvinistas, provavelmente.

A primeira pergunta comete o erro de igualar o pecado da incredulidade com os outros pecados. Eu sei que ele nem citou o pecado da incredulidade, mas será a próxima pergunta que ele fará, dependendo da sua resposta.

A segunda pergunta nem precisaria de resposta pois muitos calvinistas também defendem (inconsistentemente) o mesmo. Deus deseja a salvação de todos. O erro aqui é não saber diferenciar o que Deus deseja absolutamente e o que Ele deseja condicionalmente.

Fica na paz!

Igor Melo disse...

Prezado pastor,

Hj não defendo nenhuma das duas doutrinas, apesar de já ter defendido as duas.. Mas me responda:

1) O arrependimento do homem teu uma parcela de participação do próprio, correto?

2) Jesus morreu por todos os homens e deu a eles a chance de o aceitar, livremente...

3) Então, havia alguma chance de ele ter falhado? Digo, como o homem tem que aceitar, decisão subjetiva, poderia ter acontecido de nenhum assim fazer, e o sacrifício ter sido em vão (em termos subjetivos)?

4) Se sim ou se não, gostaria que o sr discorresse sobre o que acha.

Igor Melo