quinta-feira, 7 de maio de 2009

O que não é a santificação

Escrever sobre a santificação não é uma tarefa muito fácil, da mesma forma que é difícil pregar sobre ela. Aprendi que quatro coisas acontecem quando se fala acerca da santificação: (1) Ouvimos poucas glórias a Deus; (2) os crentes artificiais ficam inquietos; (3) os fiéis dizem: “Fala, Senhor, que o teu servo ouve”; (4) e os demônios ficam apavorados.

No caso da mensagem escrita, as reações são um pouco diferentes, em razão de haver a possibilidade de o leitor se esquivar da leitura, o que, no caso da pregação, não é tão simples de se fazer. Um crente artificial, não compromissado com a sã doutrina, não vai querer sequer começar a ler um artigo sobre a santificação. Por outro lado, um fiel não só o lerá, como também o divulgará, fazendo com que esta mensagem seja propagada entre os desapercebidos. E é isso que me anima a escrever este artigo!

A santificação é um dos temas menos pregados nas igrejas, nesses tempos pós-modernos, não obstante a relevância que as Escrituras lhe atribuem. Sem ela, ninguém entrará no Céu:
“Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb 12.14). Esta é a condição sine qua non, na verdade, para se ver a Deus, tanto nesta vida quanto no futuro (1 Jo 3.1-3).

Nos tempos veterotestamentários, a condição para se receber as bênçãos do Senhor era a santificação (Lv 11.44). Não foi o que Deus exigiu do povo quando da travessia do Jordão? Disse Josué: “Santificai-vos, porque amanhã fará o Senhor maravilhas no meio de vós” (Js 3.5). Mais tarde, por ocasião da inauguração do Templo, em Jerusalém, Salomão orou a Deus, e ouviu dEle esta resposta: “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdorarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2 Cr 7.14).

No Novo Testamento vemos que a condição para que as promessas do Senhor sejam confirmadas em nossa vida continua sendo a mesma: “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra (...). Porque Deus não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação” (1 Ts 4.3,4,7). E Paulo, na mesma carta, assevera que a santificação envolve o espírito, a alma e o corpo, nessa ordem (5.23).

Antes de saber mais detalhadamente acerca da santificação, precisamos entender o que ela não é.

Santificação não é ter apenas aparência de piedade

Muitos pensam que ser santo é ter apenas uma aparência de piedade. Vestem-se de modo simplório, de propósito, e não por que não tenham condições de se vestir melhor. Falam baixinho, ficam com o semblante descaído... Outros preferem adotar porte e postura extremados, preocupando-se demasiadamente com medidas. Afirmam que o diâmetro da barra da calça, a largura da gravada e do cinto, bem como a espessura do salto do sapato devem ter “tantos” centímetros... Seria isso uma demonstração de vida santa?

Em Colossenses 2.20-22, o apóstolo Paulo afirmou que devemos nos precaver quanto aos que ensinam doutrinas de homens, fundamentadas em ensinamentos extremados, como: “... não toques, não proves, não manuseies”. Em Eclesiastes 7.16,17, está escrito: “Não sejas demasiadamente justo, nem demasiadamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo? Não sejas demasiadamente ímpio, nem sejas tolo; por que morrerias antes do teu tempo?”

Santificação não é fanatismo

Há crentes que, quando o assunto é a santificação, partem mesmo para o fanatismo. Certo irmão afirmou que, na vinda de Cristo, os crentes que estiverem tomando banho não serão arrebatados! Por quê? Simplesmente, porque estarão nus! Houve um tempo também em que não se podia usar perfume, pois diziam os que se consideravam santos: “Nós já temos o perfume de Cristo”.

Ora, a nudez condenada por Deus é a que leva à imoralidade, relacionada com a lascívia e com a pornografia. O Senhor também condena a nudez espiritual, isto é, o desprovimento da graça de Deus, ocasionado pela arrogância e pela cega confiança nos recursos humanos, como aconteceu com o pastor da igreja de Laodicéia (Ap 3.17,18). Quanto ao perfume (bom cheiro) de Cristo, o ensino de Paulo é no sentido espiritual (2 Co 2.14-17).

E o televisor? É claro que não aprovamos as programações imorais e tendenciosas que nele são apresentadas. Contudo, trata-se de um aparelho como os demais, como é o computador, o rádio, etc. Alías, falando em rádio, no tempo em que não havia televisor, quem era o vilão? O rádio! Diziam alguns “santos”: “O rádio é a caixa do diabo!” Mas o tempo passou, o mundo evoluiu, e ficou demonstrado que o extremismo não foi o melhor caminho para tratar do tema em foco.

Santificação não é isolamento

A santificação também não é isolamento. Ouvi, certa vez, uma irmã dizendo que, quando ela se consagra, as pessoas não conseguem nem olhar para ela, tamanha a sua santidade! Creio que não andou nessa terra uma pessoa mais santa do que Jesus. E, onde o encontravam, frequentemente? No meio de pecadores (Lc 5.27-32).
Ele participou das bodas de Caná da Galiléia, demonstrando ser sociável (Jo 2.1-11).

Assentar-se na roda dos escarnecedores não é se afastar deles, e, sim, tomar parte em suas prevaricações (Sl 1.1; Is 6.1-8). Como luz do mundo (Mt 5.14-16), que deve brilhar em meio às trevas (Fp 2.15), não podemos nos isolar da sociedade, mas influenciá-la com o bom cheiro de Cristo.

Há, também, em nossos dias, um grupo de pessoas que pensa que santificação é maltratar o corpo, subjugá-lo com sacrifícios exagerados. Mas Deus não se agrada disso (1 Sm 15.22; Ec 5.1). Ele quer obediência aos seus preceitos; é isso que denota santificação verdadeira. Viver uma vida de santificação também não implica viver sem tentação (Mt 4.1-11) nem estar imune ao pecado (1 Co 10.12). Significa, antes, ter poder para dominar o pecado (Rm 6.14).

Bem, vimos o que não é a santificação. Em outro artigo discorrerei, se Deus quiser, sobre o que é a santificação.

Ciro Sanches Zibordi

18 comentários:

O PENSADOR disse...

Já estou aguardando a continuação do Artigo!

Para falar a verdade não estamos mais preocupados em discorrer sobre SANTIFICAÇÃO, ARREBATAMENTO E REINO DE DEUS, destes três, acaso vocês tenha um material, um livro uma indicação qualquer que seja sobre Reino de Deus, gostaria muito de aproveitar a dica, pois realmente, gostaria de me aprofundar um pouquinho mais sobre o assunto a fim de discorrer algum ensino sobre o mesmo!...

No mais, paz!
conforme disse acima, continuo aguardando a continuação da postagem abordando sobre a santidade...

Fica com Deus...

Ev. André Moreira disse...

Pastor Ciro a Paz do Senhor!

Como é bom ouvirmos o que precisamos , como salvos temos a tendencia a pensar que somos imunes ao pecado , que não o praticamos .

Aliás já ouvi uma "perola" nesse sentido :Deus não concidera o pecado de Seus escolhidos. Talvez numa interpretação asixiante de Sl 32,2 .

Quanta presunção ! Mais pior doque isso é que existe pessoa s que acreditam ...

Um grande abraço,

EV . André Moreira

Prof Damasceno disse...

A paz, nobre companheiro... sua análise foi simples e nelvrágica, focando no ponto fraco dos que não gostam de ouvir sobre tão importante conceito dentro do escopo da salvação... Que o Senhor continue lhe capacitando para nos brindar com comentários similares..
Um forte abraço...
Prof. Damasceno

Ednelson Rodrigo Sales Coelho disse...

A paz amado pastor Ciro.

Santificação devia ser prioridade nas pregações nesses tempos de hoje. Principalmente porque as mulheres de hoje andam quase nuas;os homens vivem a tragá-las com os olhos. Há hoje um apelo sexual muito grande por parte da mídia. Emfim,por todos os lados somos bombardeados por tentações da carne.E várias outras que não citei.Só citei a sexual por ser algo que mais faz os servos de Deus abandonarem a fonte das Águas Vivas.Desejemos e vivamos ela todos os dias.Que as lideranças se preocupem em enfatizar mais a santificação em suas pregações.

Newton Carpintero, pr. disse...

Nosso pr. Ciro Zibordi,

A Paz do Senhor!

Saber que, neste instrumento chamado computador, podemos encontrar, qualquer motivo de pornografia, imagens insanas e destruidoras de vidas, bem como, todos os tipos de matérias, para todos, que independente da raça, cor, credo religioso, profissão ou especialização, não se importa com a classe social, moral ou imoral.

O importante, apesar de tudo, é que existe um povo que deseja escolher, o buscar pérolas, como diz o nobre e amado pr. Marcello de Oliveira. E, bem posso, confirmar por esta matéria, que já faz parte da minha coleção de pérolas.

Que o Espírito Santo, amado pr. Ciro, encontre sempre espaço para esta produção de pérolas, em seu coração.

O Senhor seja contigo!

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com

ekklesia disse...

Pastor Ciro, excelente post sobre santificação (o que não é), exatamente isso que acontece quando se prega santificação, agora

uma pergunta, gostaria de que o senhor me recomendasse uma igreja, Assembléia de Deus, que tenha dons espirituais utilizados dentro da atmosfera da ordem e decência,

eu ainda tenho esperanças de que exista isso,

estou vendo extremos, ordem e decência, sem dons ou a confusão e dons no culto...

Com amor

irmão Wallace

Marcelo Oliveira disse...

Nobre pastor Ciro, a paz do Senhor!

Conhecer e praticar as Escrituras, sem extremismo de interpretações equivocadas. Sabermos que o processo de santificação é gradual , e que nós conduz a Cristo e não ao isolamento social é muito importante!

Que o Senhor te abençoe para continuar falando de temas tão relevantes com simplicidade e a luz das Escrituras!

Abraço!
http://blogdomarcelooliveira.blogspot.com

EV. SAMUEL EUDÓXIO disse...

Caro Pr. Ciro,

Òtimo artigo. Assuntos como santificação está ficando fora da pauta de várias igrejas em nossos dias. Que Deus continue lhe usando como defensor do Evangelho.
Forte abraço!

L. H. Dessart disse...

Já me deixou curioso para a continuação....

O pior é que tem gente que combina vários desses fatores de "falsa-santidade", e se coloca em um patamar acima dos pobres "pecadores", como nós....

Ótimo texto pastor

Oziel - AD - Ipatinga - MG disse...

A Paz do Senhor Jesus, Pr. Ciro

Ótimo comentário, que Deus o abençoe e também sua família...

2 Tm 2.15

Att Oziel Emeric
AD - Ipatinga - MG

Anônimo disse...

Ciro a paz do Senhor,linda mensagem,eu me lembro tambem daquela que voce colocou no blog cujo titulo é ; estás preparado para mudar de país?
Deus continue te abençoando.



Marivaldo.

a verdade do evangelho disse...

Por um lado é até bom que muitos lideres não falem sobre santificação, pois se os tais que não conhecem a Bíblia (principalmente a doutrina da graça)se atreverem a falar sobre santificação teremos que ouvir a mesma ladainha que já expulsou muita gente de determinadas denominações (principalmente a minha querida AD):
- mulher não pode andar de bicicleta;
- é pecado assistir TV;
- crente não pode ir á praia (Deus fez a praia só para os impios?);
- usar saia rachada é pecado;
- usar paletó rachado é pecado;
- usar barba é pecado;
- ir ao cinema é pecado;
- fazer sexo com a esposa na semana da santa ceia é pecado;
- namorados pegar na mão um do outro é pecado;
- estudar teologia é do diabo;
- dormir sem camisa é pecado;
- etc, etc, etc...

Pobres legalistas, analfabetos em Bíblia, que coam mosquitos e engolem camelos, tem zelo mas sem entendimento.
Até entendo a sinceridade e boa intenção dos tais, mas não sou obrigado a concordar com seus extremismos.
Precisamos de mais Bíblia e menos religião.
Ser santo sim, alienado e escravo não.

Pb. Edinei Siqueira, Th.B

a verdade do evangelho disse...

Nobre EKLESIA vai ser muito dificil você achar uma AD que realmente coloque 1ªCo. 14 em prática. Só lamento.

Gilson disse...

A Paz do Senhor, Pr. Ciro.
Há muita confusão nos ensinos bíblicos principalmente em assuntos como santificação. A maioria pensa e ensina sempre levando a praticas religiosas (piedade como fator de ganho). No evangeliquez hodierno fica assim: "sacrificar muito é melhor do que obedecer a Deus", é um verdadeiro "golpe de judô" na Palavra. Ou seja, certos lideres exigem obediência a "sua doutrina particular" em detrimento da Verdade contida na Palavra.

ekklesia disse...

a verdade do evangelho
Espero que tenha uma que se aproxime disso.

Sobre crente ir a praia como você disse, nada é proibido,

mas pense por esse prisma:

Você acha que ficar de cueca em casa e receber pessoas assim é errado?

Falta de pudor não é mesmo??

A questão da praia é outra, você está totalemtne sem pudor,

pudor = vergonha de mostrar o corpo

A praia não foi feita para os ímpios, foi feita inicialmente para o ser humano a imagem e semelhança irrepreensível de Gênesis,

nós não pertencemos mais a este mundo, creio que não ir a praia seja algo muito supérfulo para incomodar um crente, que está com a cabeça nas coisas do alto ...

fique na paz dO Senhor

ekklesia disse...

E se o Pastor Ciro puder me indicar Assembléias de Deus aqui no rio, moro em vilsa isabel,

eu frequento atualmente uma Ass. de Deus do grajaú, com sede na de Madureira, e também uma aqui do lado de casa.

Fique com Jesus

ZERIKY disse...

A PAZ DO SENHOR NOBREPASTOR CIRO.

DESDE QUE LI SEUS LIVROS E ARTIGOS, E PUDE ESTAR PRESENTE EM UM SEMINÁRIO, EM QUE O PASTOR PALESTROU, MEU ESTUDO FOI MAIS PROFUNDO A CERCA DAS VERDADES DA PALAVRA DE DEUS PURA E SIMPLES.

APRENDI MUITO COM SUAS EXPLICAÇÕES, CLARO QUE JÁ OUVI VÁRIOS ENSINADORES TAMBÉM, ASSIM COMO DR. PASTOR RUSSEL SHEDD.

ESSE ARTIGO ESTÁ ÓTIMO, QUE DEUS O ABENÇOE PARA CONTINUAR ENSINANDO AS VERDADES A CERCA DE JESUS.

INSPIRADO PRIMEIRAMENTE EM JESUS, E TAMBÉM NA SUA VIDA, TENHO ME DEDICADO AO ENSINO CRISTÃO, TAMBÉM FIZ UM BLOG, E ESCREVO ARTIGOS APOLOGÉTICOS.

CARO PASTOR, ORO SEMPRE POR SUA VIDA, QUE DEUS TE ABENÇOE MAIS E MAIS.!!!!

Otoniel Seraphin disse...

Amado em Cristo, como já me considero um discípulo do pastor procuro sempre estar acompanhando as matérias de sua autoria e claro balizadas na palavra de Deus, tenho por vezes, não concordado com algumas teses do pastor, que obviamente não será necessário o pastor responder no que concerne a base Bíblica, acredito, até porque sou Evangélico Bereano. Muito bom foi este comentário se me permite como todo aluno aplicado, percebo que a santificaçao é pouco usada hoje, em razão de puro desconhecimento do seu sinônimo: separar-se das coísas mundanas que nada acrescentam ao crescimento espíritual, saber que tudo me é lícito no entanto, nem tudo me convém infelizmente por falta de instrução e despreparo de muitos líderes( Teólogos ou não) deixam de lado a frase que acredito eu ser a de maior contundência a facilitação do entendimento humano e claro espíritual a que o nosso Senhor Jesus nos deixou no evangelho de João " Quando diz : Pai não peço que os tire do mundo, mais que os livre do mal, que coaduna perfeitamente com Tiago 4:8 sujeitai-vós a Deus, e resístir ao diabo e ele fugirá de vós, muitos "crentes" em nossos dias(imagine no passado) ainda resistem dizendo que a tv é a caixa do diabo, usando vers: isolados como ;consultam a sua caixa(madeira) e sua vara responde; aí vai um exercício de imaginação o aparelho e a antena, e por ai afora, aderem o isolamento por dias prêso em algum lugar, dizendo que estão santificando-se, entendo por vezes é necessário tirarmos um tempo para leitura meditação da palavra, porém sempre com um devocional bem voltado ao Senhor Deus, oração, jejum e cânticos de adoração. Agora ficar alienado de tudo e de todos, prêso sem ver nada nem ninguém, tapar os ouvidos e os olhos, negar-se a frequentar Faculdades, recintos públicos, escolas profissionalizantes exercer a cidadânia com exemplos de um bom cidadão[ lugares onde podemos ser luz, brilhar dar testemunho de um bom cristão e com isso nos tornarmos referência) ai é que existe a diferença estar "santo" ou ser "santo", creio que o pastor deveria através de seu grande conhecimento comentar um pouco maís a este respeito, assim todos nós poderíamos absorver bem melhor e como o amado pastor tem um grande número de internautas que visitam vosso blog, o assunto se propagaria e haveria mais "luz" sobre o versículo em questão, pelo que observo poucos querem dissertar sobre o mesmo, contamos com sua ajuda e ensino para o nosso aperfeiçoamento em Cristo Jesus aprendendo a ouvir,lêr e guardar em nossos corações. Se fôr de algum proveito ou estímulo, amém. A paz do Senhor.