sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

“Cristãos” que ficam endemoninhados

É comum ouvirmos telemissionários, telebispos e telerreverendos dizendo à sua plateia: “Agora o missionário vai orar por você. Ponha a mão na sua cabeça”. Em seguida, afirmam: “Demônio, pegue o que é seu e saia”. Pode um cristão ficar endemoninhado? Têm os agentes do mal alguma influência sobre a vida dos servos de Deus?

Tenho visto “cristãos” ficarem endemoninhados ou serem pelo menos influenciados pelos agentes do mal, mas o verdadeiro cristão, que se sujeita a Deus e é vigilante, resiste ao Inimigo e prevalece sobre as forças do mal (Tg 4.7; 1 Pe 5.8,9; Lc 10.19). Segundo a Bíblia, o Diabo pode agir na vida de uma pessoa por possessão ou por influência. Possessão é o estado de quem está endemoninhado. Já a influência é o ato ou o efeito de oprimir ou exercer pressão sobre alguém, a fim de induzi-lo a alguma atitude contrária à vontade de Deus. Só pode ficar possessa uma pessoa que nunca teve ou perdeu o Espírito de Deus em sua vida.

Para a ciência, dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo, o que também se aplica espiritualmente: “E o Espírito do Senhor se retirou de Saul, e o assombrava um espírito mau da parte do Senhor” (1 Sm 16.14). Note: quando o Espírito saiu de Saul, um espírito maligno teve permissão de Deus para agir imediatamente naquele rei de Israel. Não há como alguém estar possuído pelo Espírito Santo e por espíritos malignos, ao mesmo tempo (Jo 8.49; 1 Jo 4.4).

Mas uma pessoa que tem o Espírito Santo pode ser influenciada por demônios, induzida ao erro. Não foi isso que aconteceu com o apóstolo Pedro? Depois de ele ter feito uma importante declaração, o Diabo, por influência, o induziu a dar a Jesus um conselho nada condizente com a vontade de Deus (Mt 16.16,22,23). Além disso, nem todos os que se dizem cristãos são transformados, libertos. Existem os
“cristãos” reformados, conformados e deformados.

É claro que, se um cristão autêntico não vigiar, pode até ser influenciado pelo Maligno. Mas, quando um
“cristão” fica possesso por demônios, é porque se trata de um desviado da fé, da verdade, do Senhor, o qual se tornou um ímpio, maldizente, soberbo, rebelde, desobediente à Palavra, etc. Em resumo, só podem ficar possuídas por demônios: as pessoas não-cristãs, isto é, que ainda não foram salvas por Jesus Cristo; e os “cristãos” desviados ou apóstatas, que dão ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios (1 Tm 4.1).

Por outro lado, pode um cristão de verdade não ser possuído pelo Espírito Santo? É claro que não! Todos os cristãos sinceros são habitados pelo Consolador (Ef 1.13; 1 Co 6.19,20). Nesse caso, o coração das pessoas não-salvas,
enquanto elas não se converterem a Cristo (2 Co 5.17), permanecerá ocupado, de alguma forma, pelos representantes do mal (Lc 11.21,22).

“E, quanto aos membros da igreja da maioria? Eles não estão recebendo também o batismo com o Espírito Santo? Eles são até chamados de carismáticos!” — alguém poderá perguntar. À luz da Palavra de Deus, é impossível que esses “cristãos” não nascidos de novo (Jo 3.3), desobedientes à Bíblia, recebam o dom do Espírito Santo, haja vista terem ainda Maria como mediadora. Afinal, o Senhor Jesus é o único Mediador entre Deus e os homens (1 Tm 2.5).

O batismo com o Espírito Santo, como revestimento de poder — não confunda com o batismo mencionado em 1 Coríntios 12.13 e o selo do Espírito (Ef 1.13) —, é uma bênção posterior à salvação e está à disposição dos verdadeiros cristãos, libertos da mariolatria e de qualquer outra prática idolátrica. Por isso, o Senhor Jesus disse: “O Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece (...) estará em vós” (Jo 14.17). E, em Atos 5.32, está escrito o que Espírito Santo é dado somente àqueles que obedecem a Deus.

Ciro Sanches Zibordi

11 comentários:

Debora Zibordi disse...

A paz do Senhor!!! Que saudades de todos!
Pr. Ciro, é verdade! Temos que vigiar, pois o diabo anda em derredor, como um leão, buscando a quem possa tragar (1 Pe 5:8).
Hoje em dia, muitos se deixam levar por armadilhas mundanas e vemos até os mais espirituais cederem ante aos convites do mal.
Mas, glórias a Deus, que nos chamou em Cristo. Ele mesmo nos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá (1 Pe 5:10). Aleluia!!!
Beijos e abraços a todos vocês!

gesiel disse...

precisamos falar de nossas igrejas. alias ne pastor, a nossa igreja ta pior que as neo-pentecostais agora tem campanha pra tudo

Felipe Huvos Ribas disse...

Pr. Ciro, em relação ao final do texto, falando sobre a renovação carismática católica, no CACP tem um texto (que no final indica a fonte como a revista Defesa da Fé) bastante explicativo sobre esse assunto. Caso queira dar uma lida, recomendo, apesar de ser bem extenso.
Um outro texto que trata sobre o assunto do seu post (apesar de ser mais tratar, principalmente, sobre doenças, ele cita no tópico 4 o mesmo assunto que o senhor tratou) foi postado no blog Teologia Pentecostal: http://teologiapentecostal.blogspot.com/2008/12/cura-divina-segunda-parte-doenas-e.html

Deus te abençoe.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Pois é, Gesiel...

Não sei se o irmão já notou (creio que não), mas há uma S-E-Ç-Ã-O, com vários artigos, neste blog sobre a Assembleia de Deus.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Felipe,

Na verdade este artigo já foi publicado neste blog em 2007. Mas agora o estou republicando com alguns acréscimos.

Deus o abençoe. Agradeço-lhe pelas indicações.

CSZ

Max Daylle disse...

a paz do Senhor pr. tambem creio q um cristão ñ pode ser endemoniado.....estou feliz por saber q o senhor vem pregar aki na nossa igreja em THE-PI igreja pastoreada pelo pr. Jse Gonçalves....abraço....

Bruno Afonso disse...

Bruno Afonso
A paz do Senhor! Pr.Ciro foi muito bom o senhor ter tocado nesse assunto e ter defendido a verdade bíblica de que se o Espírito Santo habita no crente este não pode ser possesso por demônios.Conheço muitos crentes que recebem pessoas que são possuídas por demônios e ao mesmo tempo se dizem verdadeiros cristãos como se realmente seguissem a Cristo, e quando repreendemos tais "seguidores de Cristo" os irmãos ainda nos dizem aquela velha e conhecida frase que não podemos julgar, quando a palavra de Deus nos diz que devemos provar se os espíritos são de Deus (1 Jo.4.1).Entre ficar com tramento brando que a maioria dos crentes dão a tais pessoas e o conselho da palavra de Deus eu fico com a palavra.Que isso possa despertar muitos cristãos a terem mais discernimento.

Pr. Newton disse...

Prezamado pr. Ciro,

A Paz do Senhor Jesus!

GLÓRIA A DEUS! ALELUIA!

Precisamos acabar com eesstteess enganos!

Muitos dos SERVOS DE DEUS, TRANQUILAMENTE, informam que, devemos nos calar e deixar nas mãos de Deus. Não! Não! E não!

Isto é Pura Covardia!

Afinal de contas: Qual o crente de verdade que concorda, em estar calado, diante destas aberrações, e não sentir tristeza por estar CALADO?

A Igreja foi chamada para ser LUZ no meio das trevas.

Vá em frente pr. Ciro. A responsabilidade é GRANDE, e maior o NOSSO SENHOR JESUS, que está à sua volta para te proteger dos enganadores.

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com

Ciro Sanches Zibordi disse...

Irmão Artur Ribeiro,

Agradeço-lhe pela sua ajuda.

CSZ

Michael Maggione disse...

A Paz do Senhor Jesus Cristo, pastor:

Já tenho sido leitor frequente do seu blog e concordo plenamente. A alguns dias atrás, um dito pregador foi a minha igreja, Assembléia de Deus ministério Madureira, e naquela pregação, por mais que ele se diga não participante do Movimento pela Prosperidade, havia respingos dessa doutrina que eram percebidas na fala desse irmão. Frases típicas como "Eu determino", me deixaram bem alerta. Tenho 14 anos, e Deus me chamara desde novo para um ministério de pregação, e não concordo com esses bordões que massageiam a alma. Costumo dizer que temos de levar Cristo ao mundo, e não o mundo a Cristo.
Ainda é tempo de lutarmos, "pregarmos a sã doutrina", tirar almas desse cativeiro egoísta. A igreja já não chega aos pés de Éfeso em Apocalipse: Perdemos o primeiro amor e não distinguimos o que é falado. Temos inchado feito esponja, ou porcos, "comendo" bagaços e alimentos estragados e absorvendo isso como algo delicioso...

Michael Maggione disse...

A Paz do Senhor Jesus Cristo, pastor:

Já tenho sido leitor frequente do seu blog e concordo plenamente. A alguns dias atrás, um dito pregador foi a minha igreja, Assembléia de Deus ministério Madureira, e naquela pregação, por mais que ele se diga não participante do Movimento pela Prosperidade, havia respingos dessa doutrina que eram percebidas na fala desse irmão. Frases típicas como "Eu determino", me deixaram bem alerta. Tenho 14 anos, e Deus me chamara desde novo para um ministério de pregação, e não concordo com esses bordões que massageiam a alma. Costumo dizer que temos de levar Cristo ao mundo, e não o mundo a Cristo.
Ainda é tempo de lutarmos, "pregarmos a sã doutrina", tirar almas desse cativeiro egoísta. A igreja já não chega aos pés de Éfeso em Apocalipse: Perdemos o primeiro amor e não distinguimos o que é falado. Temos inchado feito esponja, ou porcos, "comendo" bagaços e alimentos estragados e absorvendo isso como algo delicioso...