quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Mérida, plenitude dos tempos e perseguições imperiais



Nesta quinta-feira tive o privilégio de visitar a cidade de Mérida, na Espanha, e conhecer as ruínas da época do Império Romano. Quem puder conhecer essa cidade, localizada a quatrocentos quilômetros de Madrid, vale a pena. A quantidade de ruínas milenares e de museus contendo todo o tipo de artefato do tempo do Império Romano é impressionante.

Em Mérida há uma ponte, de aproximadamente 800 metros, que data do ano 25 a.C. Tirei muitas fotos e produzi pequenos vídeos juntamente com o meu amigo Sílvio Tomé, os quais apresentarei oportunamente neste blog.

Mas gostaria de compartilhar apenas duas rápidas mensagens que vieram ao meu coração agora, haja vista o pouco tempo de que disponho.

Fiquei olhando para a tal ponte e pensando: "Tudo estava preparado. Antes de Jesus se manifestar (Jo 1.14) já havia estradas pavimentadas, navegação avançada, um idioma falado em todo o Império (o grego koiné), além da chamada pax romana, isto é, a paz imposta pelo imperador..." Foi impossível eu não me lembrar do que está escrito em Gálatas 4.4: "... vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei".

Visitamos também as ruínas de um anfiteatro erigido no século VIII a.C., o qual foi dedicado à deusa Nêmesis, no terceiro século de nossa era. De dentro dele, olhei para a arquibancada ao redor e passei a meditar sobre os sangrentos espetáculos envolvendo cristãos que não aceitavam o senhorio de César, tampouco o adoravam.

O exuberante anfiteatro, construído originalmente para a realização de jogos e espetáculos diversos, principalmente lutas entre feras e disputas mortais entre gladiadores, foi usado também para martirizar cristãos no período das sangüinárias perseguições imperiais. Foi um bom momento para eu me perguntar: "Que tipo de cristão tenho sido eu ante as oportunidades e facilidades que tenho para propagar o evangelho de Cristo?"

Ciro Sanches Zibordi

9 comentários:

PASTOR IZAQUE disse...

Pr. Ciro
A paz do Senhor

Alguns chefs dão um pouquinho da comida antes da refeição, apenas para deixar os seus clientes ansiosos por deliciar abundantemente de suas novidades. Assim estou ao acabar de ler seu texto.
Achei muito interessante o tema, pois logo de início a minha atenção se voltou para o nome "Mérida", pois já o havia lido em algum lugar.
Como você "disse": o tempo é pouco, é a razão porque escreveu pouco.
Creio que logo você servirá uma "farta refeição" aos seus leitores.
Que Deus continue te abençoando.

josiel disse...

A paz do Senhor!

Muito bom... as imagens nos levam a uma boa reflexão!

Maranata!

Josiel

Anônimo disse...

Fabio (Sorocaba,SP)

Pastor Ciro, A PAZ DO SENHOR!!!!!!

Que inveja pr Ciro (santa, é claro) rsrsrsrs

Quanto a esta pergunta, olha, é uma pergunta que todos nós deveríamos fazer.

Você poderia nos contar sobre esta viagem naquela pizzaria, que tal?
Um grande abraço.

carloshenrique disse...

A Paz, Pastor Ciro.
Isto realmente nos traz uma pequena e breve reflexão, mas de muita utilidade e de muita importância para o nosso crescimento espiritual.
Que Deus continue te abençoando nesta viagem, e que muito em breve esteja de volta.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Fábio,

A paz do Senhor!

Estou com saudades do irmão e de sua amada família. Tenho orado por todos os meus amigos de Sorocaba-Sp e espero revê-los em breve. Desculpe-me por não ter ligado mais, pois estou, como o irmão sabe, em uma seqüência contínua de viagens.

Realmente, precisamos voltar àquela pizzaria ou à Nabuco.

Um grande abraço.

CSZ

João Paulo Mendes disse...

Paz do Senhor Pr Ciro,


Várias vezes sou levado ao mesmo pensamento do irmão: que tipo de cristão tenho sido???
A resposta que recebo não é agradável a mim, creio que à maioria dos cristãos em nosso país, temos muita liberdade e pouca disposição, muitos recursos e pouco amor.

Leve-nos o Senhor amá-Lo mais e mais, ainda que isso nos faça sentir um pouco de dor, precisamos realmente nos voltarmos para o Senhor que nos salvou.

Boa viagem,


JP
www.joaopaulo-mendes.blogspot.com

Guiomar Barba disse...

Agradecendo a sua visita ao nosso blog, vim visitar o seu e encontrei muita riqueza de informações.
Gostaria de deixar a pergunta:de que maneira a natureza nos ensina que é vergonoso para o homem deixar os cabelos grandes?

Sou mais de me aprofundar nas coisas relativas ao Espírito, a alma... As vzs sinto falta de certos conhecimentos.
Abraços e que Deus ministre através da sua vida poderosamente.

Leandro Dias disse...

Muito bom pastor Ciro, fico feliz porque pôde conhecer esta histórica cidade, que visite muitas outras. Sempre leio e estimo muito o seu blog.

A paz do Senhor!!

Leandro Dias disse...

Muito bom pastor Ciro, fico feliz porque pôde conhecer esta histórica cidade, que visite muitas outras. Sempre leio e estimo muito o seu blog.

A paz do Senhor!!