domingo, 14 de setembro de 2008

Meu primeiro artigo publicado (em 1993)

Neste mês de setembro, faz 15 anos que escrevo artigos, para a glória de Deus!

Colaboro com a CPAD desde outubro de 1993, quando foi publicado no Mensageiro da Paz o texto “Adestrando pescadores de homens”, meu primeiro artigo escrito. Mas o primeiro artigo impresso, de minha autoria, foi “Arrebatamento da Igreja”, publicado, em setembro de 1993, no jornal Mensageiro da Última Hora, então órgão oficial da Assembléia de Deus do Mato Grosso, liderada pelo estimado pastor Sebastião Rodrigues de Souza.

O artigo foi publicado em duas partes, uma em setembro, e a outra, em novembro de 1993. Transcrevo abaixo a primeira, sem nenhuma revisão, a fim de que os meus leitores confiram se eu melhorei ou piorei... Risos. O mais curioso é que eu, um paulistano, tive o meu primeiro artigo publicado em Cuiabá, Mato Grosso, atendendo, na época, ao evangelista Valdenor Assis de Oliveira, diretor do jornal. Isso é uma das muitas provas de como Deus dirige a nossa vida.

O ARREBATAMENTO DA IGREJA

Todos os cristãos sinceros aguardam ansiosamente a segunda vinda de Cristo. Ele veio a primeira vez, há quase dois mil anos e "... se fez carne, e habitou entre nós" (Jo 1.14). Mas agora Ele "... aparecerá segunda vez... aos que o aguardam para a salvação" (Hb 9.28).

Como Se Dará o Arrebatamento da Igreja?

1. As Duas Vindas de Cristo

Os crentes dos tempos do Antigo Testamento e os judeus, de uma forma geral, não entendiam que era necessário Cristo vir a primeira vez para resgatar a homem do domínio de Satanás, entregar a Sua vida pela humanidade, ressurgir dentre os mortos, fundar a Sua Igreja, subir aos céus triunfante e depois aparecer novamente para estabelecer o Seu Reino Milenar. Eles viam os dois adventos de Cristo de forma genérica: como se fossem um só.

No ano 698 a.C., aproximadamente, Isaías profetizou acerca do ministério terreno de Cristo (Is 61.1,2). Cerca de 730 anos mais tarde Jesus leu esta profecia em uma sinagoga: "O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, e apregoar o ano aceitável do Senhor." Quando chegou a esta altura do texto, Jesus fechou o livro e começou a dizer: "Hoje se cumpriu a Escritura que acabais de ouvir" (Lc 4.17-21).

Por que Jesus não continuou a leitura? Porque as linhas seguintes do texto tratavam do dia da vingança de Deus, que acontecerá por ocasião da segunda vinda de Jesus.

O profeta Zacarias também falou da vinda de Cristo sob um ponto de vista genérico: "Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém: eis aí te vem o teu Rei, justo e salvador, humilde, montado em jumento, num jumentinho, cria de jumenta. Destruirei os carros de Efraim e os cavalos de Jerusalém e o arco de guerra será destruído. Ele anunciará paz às nações; o seu domínio se estenderá de mar a mar, e desde o Eufrates até as extremidades da terra" (Zc 9.9,10).

Mais tarde, o versículo 9 cumpriu-se integralmente em Mateus 21.1-11, quando da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. O versículo 10, porém, faz parte do Seu segundo advento e se dará no futuro, quando o Seu Reino se estenderá por toda a terra.

Muitas pessoas, quando lêem Mateus 11.1,2, questionam por que João Batista, um homem cheio do Espírito Santo (Lc 1.15) e que havia testificado acerca de Jesus (Jo 1.29-31), mandou perguntar a Ele era verdadeiramente o Cristo. Podemos notar que João também via a vinda de Cristo de forma genérica. Ele pensava que Cristo viria a este mundo já para estabelecer o Seu Reino.

Conhecendo a sinceridade de João, Jesus não o repreendeu. Antes, mandou dizer-lhe que "Os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres está sendo pregado o evangelho" (Mt 11.5), para que João tivesse a certeza de que Jesus era o Cristo.

2. As Duas Etapas da Segunda Vinda de Cristo

Todos os cristãos sabem perfeitamente que Cristo virá pela segunda vez. Entretanto, alguns não entendem outro aspecto igualmente importante. À semelhança dos judeus, que viam (e vêem) a primeira vinda de Cristo como uma só, alguns cristãos hodiernos vêem a Sua segunda vinda sob o mesmo ponto de vista: acreditam que o Arrebatamento e o Aparecimento de Cristo em Glória são a mesma coisa. Por causa disto, algumas confusões têm surgido.

A Bíblia, porém, deixa claro que a segunda vinda de Cristo ocorrerá em duas etapas bem distintas. Estas duas fases são divididas por um espaço de sete anos.


Ciro Sanches Zibordi

15 comentários:

ICHTUS disse...

A Paz do Senhor Pastor!

Louvo a Deus pelo irmão ter mantido o mesmo padrão até hoje sempre primando pelo ensino sadio das Sagradas Escrituras.

Aliás, só pelo fato de iniciar suas "postagens"(!) com um tema tão esquecido em nossos dias é algo realmente memorável!

Que Deus continue a abençoá-lo ricamente nesta grandiosa obra.

É o parecer.

P.S. Espero-o na 47ª E.B.O.!

Schneider - IEADC Parque Industrial.

Elaine disse...

Parabéns ao irmão por se dispor a compartilhar com o mundo esses tesouros dos Céus que nosso Deus tem lhe revelado.

E glórias sejam dadas ao Senhor dos Céus e da terra por não Se esquecer de nós, mas incansavelmente Se empenhar em manifestar Sua glória e revelar Seu poder sobre nós, pequeninos, através das vidas dos Seus instrumentos de honra.

Soli Deo Gloria.

Shalom.

Josiel disse...

A paz do Senhor!

Quando alguém inicia bem a sua carreira, logo ouvimos a seguinte frase:´´ Ele começou com o pé direito.´´

No caso do Pastor Ciro eu diria que os pés estavam firmado na Rocha,pois assim acontece quando o Senhor verdadeiramente salva ( Sl: 40:02 ).Os seus escritos sempre levam os leitores a examinarem a Bíblia, como podemos verificar nas referências que sempre acompanham os artgos.

Que Deus continue o abençoando e que este amado Pastor esteja sempre com os seus pés firmes, tendo os passos fortalecidos por Deus, guardando a fé e exercitando o seu dom com os assuntos eternos.

Glória ao Deus Eterno!

Josiel.

João Paulo Mendes disse...

Paz do Senhor,

Muito bom Pr Ciro, a centralidade da pessoa de Cristo é a mesma até os dias de hoje em seus escritos.
Uma dúvida: Qual era a idade do Pr ao escrever esse artigo?

Em Cristo,

www.joaopaulo-mendes.blogspot.com

claudio disse...

parabens pela data
otimo artigo

Anônimo disse...

a paz de Jesus Cristo!!! pr Ciro

moacir, rio claro, sp

se melhorou ou não, não vem ao caso , mas o importante é que os artigos continuam a nos despertar para o estudo da palavra de Deus.
Glórias sejam dadas a Deus por pessoas como o pastor dedicado a palavra da verdade.
se disermos que melhorou vamos menospresar os artigos antigos, mas se dissermos que não melhorou estaremos menospresando os novos artigos(risos). só sei dizer que todos são uma benção para nossas vidas. e que Deus ilumine seus pensamentos sempre pela verdade da Sua palavra.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Moacir,

Agradeço-lhe pelas palavras de incentivo. E que o Deus trino o abençoe!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezado Claudio,

Agradeço-lhe pelos parabéns.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro João Paulo,

Agradeço-lhe pelas palavras, mas eu penso que melhorei um pouquinho... Afinal, na época eu tinha apenas 23 anos.

No presente artigo, talvez não tenha ficado muito evidente, mas eu cometia muitos erros gramaticais e de concordância.

Um grande abraço.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezado Josiel,

A paz do Senhor!

No meu caso, eu comecei com a mão direita, pois escrevia, na época, primeiro à mão, e depois digitava no computador...

Agradeço-lhe pelas palavras, e que de fato os leitores deste blog e também de meus livros/artigos sejam despertados a examinar as Escrituras (At 17.10,11).

Glória ao Deus Eterno!

CSZ

Edson Dorna disse...

A paz do Senhor...

Graças a Deus, que mesmo que o tempo passe a sua linha é a mesma, pois muitos que começaram junto com o Sr ou até antes não estão escrevendo mais assim...

Em Cristo

Edson Dorna

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezada Elaine,

Louvo a Deus por leitores e leitoras como você, esses sim verdadeiros tesouros. O que seria de um escritor se ele não tivesse leitores? Até mesmo os críticos são necessários porque o ajudam a crescer. E os que incentivam, então, como é o seu caso, são sobremodo importantes.

Um grande abraço.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro amigo Scheider,

Suas palavras muito me animam! Como está o pequenino e abençoado ser que o Senhor lhe deu? Estamos todos com saudades de vocês...

Quanto à EBO, creio que não poderei estar... Não é apenas porque não fui convidado, pois eu poderia participar como aluno. O "problema" é que, na mesma semana da EBO, eu assumi compromisso em outra EBO, em uma cidade de Santa Catarina. Se bem que lá o compromisso não envolve todos os dias da semana.

Mas nós vemos em qualquer dia desses.

Saudações para a linda família.

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Prezado Edson,

Agradeço-lhe pela observação. Concordo com o irmão. Há muitos que mudam, se que alguns mudam para melhor. O pastor da igreja de Éfeso tinha de voltar ao primeiro amor porque tinha mudado para pior, mas, no caso do pastor de Tiatira, as suas últimas obras eram melhores do que as primeiras. Ou seja, mudou para melhor.

Mas eu entendi o que o irmão quis dizer. Há escritores que começam defendendo a verdade, e depois, de tanto conhecimento que recebem, abrem mão da simplicidade do evangelho. Conheço alguns assim, verdadeiros exibicionistas. Que Deus nos guarde. Permaneçamos no que aprendemos e cresçamos na graça e conhecimento do Senhor Jesus (1 Co 15.1,2; 2 Pe 3.18).

CSZ

ICHTUS disse...

Paz do Senhor Pr.

Minha menininha está muito bem, obrigado. Já está no berçário, pois minha esposa voltou a trabalhar. A Isabela está com quatro meses e meio! Mas ainda não fala comigo...

Quanto a E.B.O. será uma pena... Vou perguntar ao Jairo o que houve(!!!)

Que Deus continue a abençoá-lo a ti e a tua digníssima família.

É o parecer.

Schneider - IEADC