segunda-feira, 7 de abril de 2008

Mais uma resposta aos pregadores (pregadores?) irados e ameaçadores


Desejo dizer mais uma palavra acerca das ameaças de animadores de auditório e milagreiros que se consideram pregadores do evangelho, os quais estão revoltados com o que tenho escrito nos meus livros e neste blog. Isso, antes de tudo, é demonstração de inseguraça, falta de convicção da chamada divina.
Como já disse no artigo anterior, certo pregador (pregador?), em um grande congresso — realizado há menos de duas semanas em uma importante capital brasileira —, verberou contra a minha pessoa, sem economizar adjetivos, e o povo, inclusive pastores, deu glória a Deus (glória a Deus?)!
Isso mesmo. Enquanto o ameaçador berrava ao microfone: “Eu quero encontrar esse Ciro no aeroporto...” ou
“Esse canalha...”
, crentes levantavam as mãos e gritavam: “Aleluia”.
Diante das palavras desse pregador ameaçador, eu deveria comparecer aos aeroportos, a partir de agora, de capacete, colete a prova de balas... Mas, sabe de uma coisa? O Senhor Jesus já tem me dado uma proteção muito maior do que uma armadura que preserva apenas a integridade física. Ele me deu a armadura de Deus, mencionada em Efésios 6.10-18.
A essa altura, os leitores podem estar pensando: “O que o pastor Ciro escreveu para deixar esse suposto pastor tão revoltado?” Na verdade, não é de hoje que o tal pregador verbera contra em mim em grandes congressos. Soube que ele, inclusive, rasgou diante de um grande público o meu livro Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria. Em sua feroz pregação (pregação?), reafirmou que uma galinha o curou e referiu-se a um trecho da mencionada obra de maneira distorcida.
Veja o que diz o referido livro, na página 40, e observe que em momento algum eu cito nomes. Faço, sim, uma ponderação quanto ao fato de ouvirmos testemunhos, no mínimo, estranhos em nossos dias e analiso uma experiência que um certo pregador teve, supostamente, com aves em um galinheiro.

É comum, em nossos dias, ouvir testemunhos para lá de estranhos, como um que virou motivo de zombaria na Internet, pelo qual um famoso pregador afirma que galinhas, em um galinheiro, teriam sido “batizadas com o Espírito Santo”. Uma delas, inclusive, teria falado em línguas angelicais, sendo interpretada por um galo!
Como servos do Senhor, não devemos interpretar a Bíblia à luz das nossas experiências, e sim estas à luz da Palavra de Deus. Qualquer experiência, por mais extraordinária e “fenomenal” que seja, se não tiver respaldo bíblico ou gerar confusão doutrinária, deve ser rejeitada. Não é por acaso que a Palavra de Deus nos ordena provar se os espíritos são de Deus (1 Jo 4.1).
Os crentes da igreja de Beréia recebiam de bom grado as pregações, mas as examinavam à luz das Escrituras (At 17.11). Imagine se um pregador, naqueles dias, dissesse que Jesus batiza galinhas com o Espírito Santo! Com certeza, considerariam tal afirmação blasfema, haja vista distorcer o propósito do revestimento de poder, dado exclusivamente às pessoas salvas, obedientes ao Senhor (At 2.39,38; 5.32).
“Deus não usou a boca de uma jumenta?” — Alguém poderá perguntar. Sim, mas, naquelas circunstâncias que envolviam o mercenário Balaão, não havia ninguém, de fato, para ser usado por Deus. Trata-se, pois, de uma exceção à regra. Não vemos depois daquele episódio Deus usando outros animais para transmitir mensagens. Ah, e não nos esqueçamos de que o Diabo também usou a boca de uma serpente, no primeiro caso em que um animal falou (Gn 3.1).
“E o caso do canto do galo que despertou a consciência de Pedro?” Ora, Pedro, ao ouvir o canto do galo, lembrou-se das palavras de Jesus. Entretanto, a ave cantou normalmente, e não em línguas estranhas! E o que despertou o apóstolo, na verdade, não foi o galo, propriamente, e sim as palavras de Jesus que vieram à tona no momento em que Pedro ouviu o tal canto (Mt 26.74,75).

Ao final de sua feroz explanação, o pregador (pregador?) faz menção de meu livro mais recente, afirmando que eu me refiro a certos fenômenos que ele realiza como sendo do Diabo. Na verdade, no livro MAIS Erros que os Pregadores Devem Evitar eu faço as ponderações mencionadas na primeira parte deste artigo de maneira abrangente, mostrando que tudo — pregações, profecias, sinais, etc. — podem ter três origens: divina, humana e demoníaca. Mais uma vez, em momento algum eu cito nomes. Mas, o que eu posso fazer se ele pensa que eu escrevi para atacá-lo?
Não é apenas o pregador em apreço que está bravo. No próprio congresso havia outros famosos expoentes em sua retaguarda demonstrando indignação quanto aos meus escritos. Já prevendo isso, ao concluir o meu livro mais recente, lançado em dezembro de 2007 pela CPAD, afirmei, na conclusão da obra (página 213):

Sei que alguns desses animadores de auditório terão acesso a esta obra, e, sem nenhuma reflexão, verberarão contra este autor. Mas quero que saibam que não é comigo com quem têm de tratar. Não devem vocês se indignarem contra mim, pois não fui eu quem escrevi a Bíblia. E, se vocês não querem andar como Jesus andou nem seguir às Escrituras — repito mais uma vez —, preparem-se para aquele grande Dia, mencionado em Mateus 7.21-23!

Portanto, caros pregadores (pregadores?) irados, repito: Se vocês estão convictos de que estão agradando a Deus, sigam em frente. Mas, se há alguma coisa errada, à luz da infalível Palavra de Deus, reconheçam isso, peçam perdão ao Senhor Jesus, pois é com Ele com quem têm de tratar, e não comigo.

Respeitosamente,

Ciro Sanches Zibordi

26 comentários:

Pb Uilton disse...

A PAZ DO SENHOR JESUS
PASTOR CIRO

PARABENS PELO SEU TRABALHO QUE É DE ALERTAR A IGREJA DO SENHOR JESUS CONTRA ESSAS HERESIAS E MODISMOS QUE SURGEM POR AI
QUERO DIZER UMA COISA PARA O PASTOR
SÓ ATACAM PEDRAS EM ARVORES QUE DA FRUTOS, OU SEJA , SE ESTÃO TE PERSEGUINDO É PORQUE O SENHOR ESTA AGRADANDO A DEUS.
CONTINUE NESTA FORÇA PORQUE DEUS CONCERTEZA É CONTIGO.

QUERO DIZER QUE TENHO SIDO MUITO EDIFICADO COM OS SEUS VIDEOS E COMENTARIOS E NÃO PARE COM ESTA OBRA POR QUE TENHO CERTEZA QUE A IGREJA EM GERAL É MUITO EDIFICADA.


UM ABRAÇO E FICA NA PAZ DO SENHOR JESUS

SEM MAIS


Pb Uilton

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Pastor Ciro, esses pregadores “ameaçadores-sensacionalistas-antibíblicos”, estão percebendo que no meio pentecostal há quem conteste suas práticas e doutrinas heréticas à luz da Palavra de Deus. Eles não tem argumentos para rebater suas obervações e usam uma retórica de baixo calão para agredir sua pessoa.
Um cristão cheio do Espírito chamará outro de “canalha” em meio a uma multidão que aclama essas irracionalidades? Um cristão incitará a violência do tipo “pego você lá fora”? Volto a repetir, esse fato só mostra que esse “pregadores” não tem um pingo de compromisso com Deus e sua Santa Palavra.
O que me deixa mais triste e é que em meio a esse congresso, promovido em uma igreja pentecostal, possamos ver práticas não condizentes para o pentecostalismo clássico. Um congresso onde ouve “tardes de milagres” e pregadores-convidados que possuem ligação com a “Bênção de Toronto” e com os “Modismos angeólatras de Boston”.
O que eu digo a cada irmão que queira ir em muitos congressos “de missões” (só no nome) realizados por igrejas maníacas por um sobrenaturalismo anti-bíblico é: “Saí dela povo meu”!

Gutierres Siqueira
www.teologiapentecostal.blogspot.com

Anônimo disse...

Puxa Pr. Ciro, vejo agora o quanto eu fui idiota tentando me proteger, se esses pregadores irados, agentes do mau, sem caráter, não tem nenhum compromisso com a Palavra de Deus, porque devemos deixa-los fazer o que querem nos púlpitos? E nós ficamos acuados, quietinhos, com medo de reagir e dizer chega, parem com isso, não queremos mais ouvir heresias e fábulas! Eles não estão nem aí pra gente. E eu perdendo meu sono, pensando: ai, o que vão pensar, mas eles é que tem que se envergonhar e não eu. Desculpa pela minha falta de sensibilidade. Nossa, não pensei que as coisas iam chegar a esse ponto. Esses que se dizem pastores(falsos), ameaçando os verdadeiros pregadores da Palavra. Me desculpa e se quiser republicar aquele comentário, tem minha permissão. Novamente desculpa. KikaMartins.

Anônimo disse...

A paz do Senhor Pastor!
Tenho sentido muita alegria em saber que ainda existem genuínos defensores do Evangelho e que tem uma pregação Cristocêntrica.
Muitas vezes sou perseguido porque também defendo o genuíno Evangelho, sou chamado de crentão e muitos não gostam quando eu prego, afinal não sou e nem quero ser um animador de auditórios. E quando vejo que ainda existem homens que são verdadeiramentes servos do Senhor e tementes a Deus , isso muito me alegra, os verdadeiros servos do Senhor ainda existem, glórias a Deus. Eu peço a Deus que, em nome de Jesus, mais e mais servos sejam levantados para denunciar essas "atrocidades" que estão fazendo com o Evangelho,vidas estão sendo destruídas por causa dessas irracionalidades. É por isso que em muitas igrejas nós vemos irmãos contra irmãos e muitos que se desviaram dos caminhos do Senhor, grupo que aliás está crescendo e muito. É aquela grande verdade, onde Cristo deixa de ser o Centro, a igreja afunda, pois passa a ser local de reunião não de adoradores, de pessoas arrependidas dos seus pecados, mas sim de expectadores de espetáculos.
E aí tudo o que não devia acontecer numa igreja, começa a acontecer.
Fiquei horrorizado quando certo pregador foi a igreja onde congrego e mandou os diáconos entregarem velas aos irmãos e quando eu vi aquilo eu me levantei e saí na hora. Depois fiquei sabendo que esse pregador mandou apagar as luzes, acenderam as velas e ele disse que aquilo era para mostrar como nós somos luz no mundo de escuridão espiritual. Isso pastor, aconteceu numa Assembléia de Deus e o que mais me chocou foi que ninguém fez nada, todos aceitaram essa heresia sem contestar!!!

Kleber Rodrigues disse...

Caro Pr. Ciro,

Entendo a sua ética em não citar nomes.

Mas neste caso, se o Sr. tem provas sobre o que disse a pessoa citada, deveria sim, citar o nome, para que aqueles que acreditam na Palavra de Deus, possam se acautelar contra esses "pregadores".

Entendo que o Sr. pode pensar que citando nomes, possa causar mais discórdia no meio do corpo de Cristo, mas isso pode ajudar as pessoas a divisar bem aqueles que ouvem.

Em Cristo,

Kleber Rodrigues

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Kleber,

Eu não seria irresponsável a ponto de fazer um alerta desse tipo sem provas. O que escrevi é verdadeiro, mas não tenho objetivo incitar pessoas contra os tais pregador. Escrevo para que outros pregadores não sigam a esses maus exemplos. Não tenho o mínimo interesse de travar uma guerra pessoal, pois a nossa luta não é contra carne e sangue (Ef 6.11,12).

O povo não precisa saber o nome. Só precisa ser como os bereanos. Quem pregava em Beréia? Paulo, Apolo, etc. Mas nem por isso os crentes seguiam cegamente o que eles pregavam (At 17.10,11).

Deus o abençoe.

CSZ

Anônimo disse...

Prezado Pr. Ciro,
A Paz do Senhor JESUS:

1. Incrível mesmo foi a reação do auditório que respaldou o destempero deste ato: “ele, inclusive, rasgou [DIANTE DE UM GRANDE PÚBLICO] o meu livro Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria. “... E O POVO [...] deu glória a Deus (glória a Deus?)! Isso mesmo. Enquanto o ameaçador berrava ao microfone [...] crentes levantavam as mãos e gritavam: “Aleluia“...

2. Tenho duas hipóteses, que não amenizam a gravidade da coisa, mas que me ajudam a entender a motivação de algumas dessas pessoas que consentiram nesta ação, tendo o respaldo “inclusive [de] pastores” e “outros famosos expoentes”. Quanto a estes últimos, sinceramente, nada tenho a dizer (de bom...) que já não tenha sido dito. Em respeito ao “trigo” que, provavelmente, esteve no meio da multidão, é que passo a fazer o seguinte comentário.

3. O ato de “rasgar” qualquer coisa em público como forma de protesto não é novo. Já foram rasgados sutiãs, na história do Movimento Feminista, contra a “opressão masculina e por direitos iguais”; em junho de 2007, uma jornalista da TV norte-americana rasgou “ao vivo” o roteiro de notícias por não concordar com determinado fato que deveria ser noticiado; bandeiras de clubes de futebol são rasgadas por torcedores insatisfeitos com a atuação de seus times de futebol; etc. Mas, rasgar um livro-texto de apologia da doutrina cristã e contar com a aprovação do público evangélico (e pentecostal...) me parece algo inédito, bizarro, surrealista!

4. Primeira hipótese. O leitor brasileiro (crente ou não) é vítima de um sistema de ensino falido. Só mesmo a frustração e a revolta coletiva da massa de analfabetos funcionais (que não entendem o que lêem nas linhas, nas entrelinhas ou em nenhum lugar), todavia, cansados de ser enganados, mas sem entender como e nem porquê, EXPLICA (MAS NÃO JUSTIFICA) esta explosão inconsciente e mal direcionada, quase como se fosse uma vingança pessoal. Porque, no fundo, desconfiam que estão sendo enganados, mas não conseguem identificar intelectualmente por quem.

5. Este problema (do analfabetismo funcional) não é resolvido com oração (somente), mas com leitura disciplinada, sistemática da Bíblia Sagrada. Não tem outro jeito. Para prevenir “miolo mole” só com os exercícios espirituais vigorosos que a leitura proporciona.

6. Segunda hipótese. Participar de eventos “gospel” para alguns tem se tornado uma verdadeira obrigação religiosa, muito semelhante às peregrinações das grandes religiões, usadas para “atestar” a devoção e a espiritualidade do fiel. Então, criticar estes “ungidos” - amparados e autorizados pelo “povo” a dar a interpretação que queiram ao texto bíblico - tem sido considerado “blasfêmia” (em muitos lugares).

7. A combinação é bombástica, o efeito é devastador. Provavelmente, a maioria esmagadora dessas pessoas não leu, não tem disposição para ler e jamais lerá qualquer livro de sua autoria ou de qualquer outro autor apologista que ameace quebrar o encanto do seu modo de viver intensamente o (falso) “Evangelho das Experiências Pessoais”.

8. Portanto, prezado irmão, continue firme na missão (Mateus 24:46). Concordo com as sábias palavras ditas por um internauta sobre este mesmo caso: “Somos chamados para ser salvos, e não para nos tornar ídolos das multidões.”
Abraço fraterno,
Paulo Ceroll.

carloshenrique disse...

A Paz Pastor Ciro.

É triste saber que há pregadores que em vez de darem bom testemunho do Evangelho, de viverem o Evangelho, dão falsos testemunhos, vivem fazendo ameaças, e o pior: usam o púlpito que deveria ser usado para anunciar o Evangelho para que vidas sejam convertidas a Cristom para ameaçarem, para fazerem ameaças. E, isto é terrível!

Mas como bem diz a palavra:

"Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.
Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.
Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. " Mateus 7 versos 15 ao 20.

E que frutos eles têm produzido com suas ameaças? Frutos bons é que não são, pois Jesus jamais ameaçou a ninguém.

Esses tais pregadores que gostam de fazerem ameaças deveriam lerem as Bem=avenutranças e a porem em prática, pois eis o que diz em Mateus 5 versos 1 ao 12:

"E JESUS, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos;
E, abrindo a sua boca, os ensinava, dizendo:
Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados;
Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós."

Que Deus nos guarde a todos nós de seguirmos os maus exemplos, e que sigamos sempre o bom exemplo de Jesus Cristo Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, para que as pessoas no mundo vejam resplandecer em nós a Jesus Cristo e venham a crerem em Jesus.

Que ao contrário desses pregadores ameaçadores sejamos bons exemplos de Cristo, dando bom testemunho de Cristo, e praticando as Bem-aventuranças.

Que Deus te abençoe. Amém!

Edson Dorna disse...

Quero encontra o CSZ EM VITORIA / VILA VELHA - ES

A PAZ DO SENHOR

EDSON DORNA

www.santodosantos.blogspot.com

GILBERTO disse...

"Cura Divina da AIDS!"


Nascido em 20/8/1962 e criado na Zona Sul do Rio de Janeiro. Venho de
uma família de classe média toda voltada ao espiritismo. Sou filho de
Marilu Scalzo Legey e Milton Pereira Legey (In Memorium), famoso
compositor das décadas de 50 e 60, autor de várias músicas famosas,
dentre elas: Fósforo Queimado, Rolei Rolei etc. Meu pai era irmão de
Aloysio Legey, diretor de núcleo de vários programas da Rede Globo de
televisão (Criança Esperança, Desfile das Escolas de Samba, Show da
Virada etc.), do qual sou sobrinho e afilhado. Fiz faculdade de
Letras(Port/Ing) e academia de artes maciais (Jiu-Jitsu/faixa-preta).
Aos 18 anos, herdei do meu avô materno uma construtora, Arthur Scalzo &
Cia Ltda. Fiquei rico, tinha poder, mulheres, carros, viagens etc. e
tudo mais que o mundo poderia oferecer de melhor.

"Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo
consomem, e onde os ladrões minam e roubam" (Mateus 6:19)

Aos 21 anos, me tornei dependente químico e chegei a usar todas as
drogas, tendo tido inclusive 3 overdoses. Com as drogas vieram a perda
de caráter, da personalidade, a prostituição e a falência. Para tentar
não cair de padrão de vida entrei na marginalidade e no mundo do crime,
passando a comprar carros roubados, posteriormente roubando os própirios
carros, emitindo cheques sem fundos, realizando golpes e participando de
falcatruas. Fui preso, julgado e condenado a 23 anos pelos diversos
crimes cometidos. Participei de diversas rebeliões, motins, greves de
fome etc. Cumpri 8 anos em regime fechado em diversos presídios:
Presídio Ary Franco (Água Santa), Instituto Penal Edgard Costa
(Niterói), Presídio Hélio Gomes e Penitenciária Lemos Brito no extinto
Complexo Penitenciário da Frei Caneca/RJ e 4 anos em regime semi-aberto
no Instituto Penal Plácido Sá Carvalho no Complexo Penitenciário de
Gericinó/RJ. Lá deparei-me com o Diretor Paulo Roberto Rocha, que tinha
sido meu aluno de defesa pessoal quando fez prova para o DESIPE. Ele
foi um dos precursores a incentivar o convênio para usar a mão de obra
carcerária para trabalhar nas ruas, e posteriormente assassinado na
Av.Brasil.

Em 1998, conheci a pessoa que me mostraria a palavra de Deus, e que hoje
é a minha amada esposa, Verônica Legey.

"Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou
não o separe o homem." (Mateus 19:6)

Em 2001, como falei, foi feito um convênio entre a Secretaria de
Justiça, a Fundação Santa Cabrini, a Secretaria de Administração
Penitenciária e a CEDAE, pelo então Governador do RJ, Anthony Garotinho
e o diretor da CEDAE/Zona Oeste na ocasião, Alcione Duarte. Consegui
então, um emprego digno onde trabalhei até Dezembro/2006 na CEDAE.

"Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado
abundou, superabundou a graça" (Romanos 5: 20)

Mas, depois de tantos pecados e orgias, colhi o que plantei. Descobri
que estava com AIDS. Passei 3 anos tomando os coquetéis
anti-retrovirais. Participei de uma campanha feita pelo Pastor Ricardo
Barros de Belo Horizonte/MG, que tem o Ministério da cura...

"Ele é o que perdoa todas as tuas iniqüidades, que sara todas as tuas
enfermidades" (Salmos 103:3)

Deus continua operando os mesmos milagres de 2000 anos atrás, Deus
curou-me da AIDS. Tenho os exames comprovando a cura. Basta aceitá-lo,
arrepender-se, converter-se dos maus caminhos e ter Fé, pois sem Fé é
impossível agradar a Deus. Deus ainda me concedeu o Ministério da unção
da cura e libertação. Temos sido usados como um canal de Bençãos por
todos os lugares onde temos passado, dentro e fora do Estado. Hoje
trabalho só para Deus e congrego na Comunidade Evangélica Família
Cristã em Campo Grande - Pr.Pedro.

"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e
buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu
ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra."
(2 Crônicas 7:14)

"Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele
que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos
que o buscam." (Hebreus 11:6)

Este é apenas um resumo das maravilhas que Deus fez na minha vida.

Convites para pregações, testemunho, palestras sobre dependência
química, DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis), congressos etc,
entrem em contato comigo:
Gilberto Legey
Tels.: (21)2406-2255 ou (21)9847-1444
E-mail: gilbertolegey@cooperadoresdedeus.com;
MSN: gilbertoscalzolegey@hotmail.com
Site: www.cooperadoresdedeus.com

Gediel Mendes disse...

A PAz do Senhor a todos,

Quando eu vejo uma pessoa ungida, cheia da graça e do conhecimento, usada por Deus para defender o genuíno evangelho de Jesus Cristo, eu sou

A FAVOR DA CLONAGEM HUMANA!
(rsrsrsrsrs)

Precisamos muitos "Ciros" para ajudar nossos pastores, dirigentes de igrejas que muitas vezes se sentem "sozinhos" numa batalha tão árdua!

Vamos orar para que Deus continue agraciando nosso Pastor Ciro.

No início da Assembléia de Deus, Gunnar Vingren saiu do Pará para resolver problemas desse tipo em Santa Catarina.

Tenho grande estima pelo Pr. José Wellington, mas tá na hora de tomar providências em relação à estes modismos!

Que a paz e graça do Senhor seja com todos

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro presbítero Uilton,

A paz do Senhor!

Agradeço-lhe pelos parabéns. Esse seu argumentam de que "SÓ ATACAM PEDRAS EM ARVORES QUE DÃO FRUTOS" também é usado por aqueles que pensam que estou falando contra eles. A diferença é que eu não cito nomes; apenas questiono e refuto os erros, pois nada tenho contra as pessoas. Mas entendi as suas considerações e louvo a Deus por saber que realmente o trabalho que faço para Deus tem dado frutos.

Que Deus o abençoe mais e mais!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Gutierres,

Realmente, no meio pentecostal há aqueles que pensam que podem fazer o quiser sem nenhuma análise de suas práticas. Entretanto, segundo a Bíblia, tudo deve ser examinado (1 Ts 5.21).

A reação entempestiva e o xingamento não são meios de contra-argumentar. Se eu escrevi um livro que contesta práticas de "um pregador", como deve proceder aquele que se sentir atacado? Responder da mesma forma.

Eu já disse que jamais me sentiria ofendido se alguém dissesse mais ou menos assim: "Existe um certo escritor, que vem questionando isso e aquilo, mas segundo a Bíblia é assim e assim". Mas, o que fazem os pregadores em questão? Partem para o que chamamos de baixaria.

Ora, num púlpito não agredimos com palavras nem os políticos ou governantes que apóiam projetos contra a igreja. Afinal, alguém já ouviu algum pastor dizendo no púlpito: "Deputado fulano é um canalha". O que justificaria um pastor dizer de outro que ele é um canalha?

Deus o abençoe!

CSZ

JOSÉ DANIEL disse...

Graça e Paz Pastor Ciro.

Estou lendo os dois últimos livros seus, e mesmo discordando de um ponto ou outro, acredito que tudo está muito bem embasado na Palavra de Deus.

Infelizmente os animadores de auditório tem dado ao povo uma "salada de várias cores", e estes tem comido pela "cor" e não pelo "sabor e proteínas".

Maranata Jesus !!

Kleber Rodrigues disse...

Pr. Ciro,

Longe de mim duvidar da sua palavra.

A forma que usei quando disse que se o Sr. tem provas, deveria dizer o nome, ficou de uma forma ambígua.

Perdoe-me se expressei-me mal.

Confio plenamente na sua palavra, afinal esse seu blog é uma ilha de verdade neste oceano de mentiras e aberrações que se tornou a Web.

Em Cristo,

Kleber Rodrigues

Anônimo disse...

Paz do Senhor Deus Pastor Ciro! Gostaria de felicitá-lo através deste comentário sobre seus livros que realmente identificamcomo expõem os erros desses verdadeiros papas evangélicos que são filhos de Caim, sobrinhos de Esaú, irmãos de Judas Iscariotes, netos de Jezabel e bisnetos de Etbaal. Verdadeiros nicolaítas. Realmente também militamos convosco nesta área e triste e indignado notamos o descaso dos evangélicos (evangélicos?) com as doutrinas bíblicas, principalmente no que se refere a apologética. Gostaríamos de trocar informações e e-mails com sua pessoa para que possamos cumprir I Coríntios 14:26. visite meu blog http//guardianfaith.blogspot.com em que trato especificamente sobre seitas e heresias.

sem mais agradecemos

Ednaldo Brasileiro junto com Eduardo França cujo e-mail é defensordafe@yahoo.com.br (que terá um blog futuramente)

Ezequiel Saldanha disse...

Pastor Ciro! eu estive no congresso a que o senhor se refere e vi o tal pregador que o senhor menciona. Gostaria de dizer a você que em nenhum momento vi o tal pregador citando o nome do senhor e nem dizendo que queria encontrar contigo no aeroporto, muito menos o chamando de canalha. Quem levou o conteúdo da mensagem a você, levou-a apocrifamente. O que o tal pregador disse, e eu me recordo bem, é que tem "um grande escritor que esta acabando com ele pela internet, dizendo que quem esta usando ele é o diabo e não Deus" (parafraseei). Gostaria de dizer-lhe também que conheço o pregador mencionado, prega constantemente em nosso estado, e nunca o ouvi dizer galinha o curou. O que ele sempre diz é que teve uma visão!. Não posso dizer mais nada, foi uma experiência pessoal dele.

Não quero defendê-lo, estou dizendo isso porque gosto do seu blog, e vejo que algumas informações estão sendo passada a você de maneira apócrifa. Talvez as pessoas que levam a informação a você não estão sendo fiéis no que falam.
A paz do senhor!, que o senhor Jesus continue iluminando seus escritos!.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Ezequiel Saldanha (Ezequiel Saldanha?),

Primeiro, não tenho certeza de que o irmão é o Ezequiel Saldanha mesmo, pois a sua postagem, apesar de conter nome ao final, não possui uma assinatura (Googler, Blogger, etc.), o que lhe daria mais credibilidade.

Segundo, o irmão não sabe com quem está conversando. Ou pensa saber do que está falando. Eu, neste blog e em meus livros, JAMAIS publicaria uma informação inverídica, mesmo sem citar o nome do agressor.

Terceiro, ninguém me falou nada. Escrevi baseado no que eu mesmo vir e tenho certeza de que o pregador citado não tem como negar. Pergunte a ele, se tiver dúvidas. Assisti ao DVD na íntegra, e o tal pregador não fala apenas o meu nome; cita também algumas instituições da Assembléia de Deus. E esbraveja contra todos, principalmente contra Ciro Sanches. "Ouviu, Ciro Sanches? Não editem esta parte. Eu quero que fique do jeito que eu falei na gravação". E disse sim, com todas as letras, os impropérios que mencionei.

Quarto, o DVD já foi publicado na Internet, e a igreja em que ele "pregou" tem um site que oferece o vídeo para quem quiser comprá-lo.

Quinto, achei curioso o fato de o irmão gostar tanto deste blog quanto do tal pregador, pelo menos aparentemente...

Sexto, no vídeo que eu assisti o pregador diz com todas as letras que A GALINHA O CUROU, e que ele pensava que era uma visão, mas hoje sabe que foi um arrebatamente similar ao de João, na Ilha de Patmos.

Sétimo, o irmão não está equivocado. O irmão está REDONDAMENTE equivocado quanto ao que disse. E não está lidando com uma pessoa irresponsável, que não sabe o que fala e/ou defende.

Em Cristo,

CSZ

EZEQUIEL disse...

Pastor, me perdoa!
Eu estava chegando no congresso quando peguei a parte que o tal pregador falava sobre os conteúdos que estavam publicando contra ele. E não assisti ao DVD para ter acesso na íntegra, por isso não ouvi ele sitando seu nome.

Quanto aos seus livros, nunca duvidei dos conteúdos neles escritos. Muito pelo contrário, sempre os indico como excelentes recursos de homilética e hermenêutica.

Não foi minha intensão colocá-lo em descrético.
Me perdoa se o que escrevi causou esse interpretação!

Seu irmão em cristo. EZEQUIEL SALDANHA.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Irmão Ezequiel Saldanha,

Que bom saber que é o irmão, mesmo!

Se foi um mal-entendido, não é preciso se desculpar. Fique tranqüilo. Mas reitero que eu tenho muito cuidado com o que falo e escrevo.

As pessoas podem discordar do que penso, de minhas argumentações. Contudo, quando cito exemplos de acontecimentos ou de algo que alguém falou, asseguro-me de que tenho certeza absoluta. Caso contrário, não publico.

É claro que eu o perdôo, meu amado irmão! Não há razão para o irmão me pedir perdão, porém quem sou eu para não atender a esse pedido?

O que pode ter acontecido também é o irmão ter participado de outro grande congresso em que o tal pregador falou acerca da minha pessoa, mas de uma maneira mais moderada... O que eu acho difícil...

Agradeço-lhe pelas palavras quanto a meus livros. Elas me animam e motivam a continuar com a mesma dedicação.

De seu irmão em Cristo,

CSZ

Euller.Monteiro disse...

Caro Irmão Paulo Cerol

o Irmão declarou no seu ponto "4. Primeira hipótese. O leitor brasileiro (crente ou não) é vítima de um sistema de ensino falido. Só mesmo a frustração e a revolta coletiva da massa de analfabetos funcionais (que não entendem o que lêem nas linhas, nas entrelinhas ou em nenhum lugar), todavia, cansados de ser enganados, mas sem entender como e nem porquê, EXPLICA (MAS NÃO JUSTIFICA) esta explosão inconsciente e mal direcionada, quase como se fosse uma vingança pessoal. Porque, no fundo, desconfiam que estão sendo enganados, mas não conseguem identificar intelectualmente por quem. " Eu só gostaria que fosse colocado em debate um ponto, eu me lembro de que há um tempo à tráz eram os evagélicos quem levavam o ensino (secular mesmo)às pessoas dele carecidas, havia escolas, Metodistas, Presbiterianas, os irmãos mais carentes conseguiam bolsas para estudar, quando direcionado ao ministério, a igreja bancava o estudo de tal pessoa.
Hoje, é tudo no dinheiro, e as grandes igrejas, (hoje detentoras de grandes escolas e até faculdades) somam fortunas enquanto o povo pobre que dizima (dinheiro o qual muitas vezes bancou a construção de tais escolas) não tem o direito de usá-las sem o devido pagamento. fora outras peculiaridades, como quando a igreja é detentora de sítio, para fazer um acampamento, tem que alugar os quartos, o local às vezes completo, os hostipitais não fazem mais caridade.

Não vou comentar o resto, só isto talvêz baste, acho que o interessante para eles é manter o povo incapáz de chegar à um raciocío lógico, por sí próprios, mesmo sendo ricos, o interessante é que como loucos e irracionais, eles sigam aos seus ensinos.

Anônimo disse...

O "grande pregador", infelizmente aqui do Mato grosso, comete mais atrocidades com a sã doutrina. No meu parecer, tão grave quanto dizer que as galinhas foram batizadas no Espírito, é ele se referir a Ele (ES), como "um poder" ( Deus mandou um poder e batizou as galinhas...). Parece a doutrina dos Testemunhas de Jeová...
Apesar de termos discordancias em certos pontos "musicas", de resto, concordo com o irmão na maioria das interpretações bíblicas e doutrinárias. Bom texto, e muito verdadeiro.
Antonio Donatto.

Anônimo disse...

Só não entendo como estes modismos entram nas igrejas. Será que é com premissão dos pastores e líders?

joelantiqueira disse...

SE OUVESSE MAIS PREGADORES DE CORAGE QUE NÃO SE VENDEM E NÃO SE DEINHA COMPRAR ESSES IMPOSTORES IAM FICAR ENVERGONHADOS,O POVO ESTÃO SEDENTOMAS E ATRAIDO PELA OFERTA QUE OS LOBOS FAZEM PASTOR CIRO NÃO SE ENTIMIDO O SENHOR VAI NA FRENTE ABRINDO O MAR VERMELHO FIQUE NA PAZ

vanderleia disse...

A paz do Senhor!



Parem de brigar!!!!
Como pregaremos?
O pr. ciro, tem razão o mais importante é o amor!
Sou assembleiana, porém antes sou de Cristo! e mereço respeito!

jolenatiqueira@yahoo.com.br disse...

presado irmão ciro concordo plenamente cos sua posição aresperito dos falsos milagreiro crio nos dom mas não no que esta acontescendo nos ultimos tempos a paz