quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Maior "evangelista" do século é favorável ao aborto!

Edir Macedo, o bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, tem sido chamado ultimamente de “o maior evangelista deste século”. Apesar disso, sabemos que ele é, na verdade, um dos maiores propagadores da teologia da prosperidade. Não bastasse isso, ele, seus liderados e sua emissora vêm defendendo abertamente o aborto, contrariando a Palavra de Deus. Tal postura tem levado até a crítica secular a se manifestar.
Reinaldo Azevedo, colunista da Veja on-line, em artigo initulado O “deus” de Edir Macedo perdoa corruptos, mas não perdoa os fetos, escreveu:

Há uma entrevista na Folha com Edir Macedo, o auto-instituído “bispo” da Igreja Universal do Reino de Deus, de que é dono. Quem assina o texto é Daniel Castro, e quem responde pode ser a “legião", já que foi feita por e-mail e intermediada pela cúpula, digamos assim, religiosa... Há alguns dias, postei aqui um texto dizendo que o petismo é a Universal da política, e a Universal, o petismo da religião. Quem me dá razão é Macedo. Leiam uma pergunta e uma resposta:
FOLHA - Alguns políticos então da base da Igreja Universal, como o bispo Rodrigues, foram atingidos em cheio pelos escândalos do primeiro mandato de Lula. A corrupção não é um pecado imperdoável?
MACEDO - Jesus ensina que o único pecado imperdoável é a blasfêmia contra o Espírito Santo. Para os demais, há perdão se houver arrependimento.
É a “igreja” de que o PT precisa. Se Deus censura a safadeza, os petistas podem ficar tranqüilos: o “deus” de Macedo perdoa. A sua “teologia” é bastante elástica pra isso. Tão elástica, que ele encontra uma justificativa teológica para o aborto. Se havia desconfianças sobre a filiação da tal Universal ao cristianismo, não há mais. Leiam:
“Sou favorável à descriminalização do aborto por muitas razões. Porém, aí vão algumas das mais importantes:
1) Muitas mulheres têm perdido a vida em clínicas de fundo de quintal. Se o aborto fosse legalizado, elas não correriam risco de morte;
2) O que é menos doloroso: aborto ou ter crianças vivendo como camundongos nos lixões de nossas cidades, sem infância, sem saúde, sem escola, sem alimentação e sem qualquer perspectiva de um futuro melhor? E o que dizer das comissionadas pelos traficantes de drogas?
3) A quem interessa uma multidão de crianças sem pais, sem amor e sem ninguém?
4) O que os que são contra o aborto têm feito pelas crianças abandonadas?
5) Por que a resistência ao planejamento familiar? Acredito, sim, que o aborto diminuiria em muito a violência no Brasil, haja vista não haver uma política séria voltada para a criançada”.

Fonte:
http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/2007/10/o-deus-de-edir-macedo-perdoa-corruptos.html

A argumentação de Macedo aparenta consistência. No entanto, se nem Deus nos condena por antecipação, quem somos nós para achar que um inocente deva ser morto antes de vir ao mundo, sob a suspeição de que o tal viverá sem saúde, sem escola, sem alimentação e sem qualquer perspectiva de um futuro melhor, podendo ser comissionado por traficantes de drogas?
É preciso observar o que as Escrituras dizem acerca do aborto, a fim de que não prevaleça a lógica humana.

O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE O ABORTO?


A palavra “aborto” possui algumas acepções. A Bíblia a menciona de forma literal e figurada (Êx 21.22,23; 23.26; Jó 3.16; Sl 58.8; Ec 6.3; 1 Co 15.8). Neste artigo, eu me refiro à destruição da vida intra-uterina em qualquer estágio do período de gestação. E é exatamente isso que o tal “evangelista” defende, por mais que esteja, segunda aparenta, cheio de boas intenções.
Há dois tipos de aborto: o voluntário (homicídio, em regra geral) e o involuntário. O aborto voluntário, salvo exceção (mencionada mais adiante), é contrário aos princípios bíblicos, pois Deus é contra todas as formas de homicídio (Êx 20.13; Mt 15.19,20; Ap 21.8).
Por que o aborto fere os princípios da Palavra de Deus? Porque só o Senhor tem o direito de tirar a vida, pois é Ele quem a forma ainda no ventre materno (Jó 10.9; 31.13-15; Sl 94.9; Is 44.2,24; 49.5). Deus conhece o ser humano quando ainda é apenas um plasma, uma substância informe (Jr 1.5; Sl 139.13-16). Um ovo informe de quatro semanas (Jesus) foi chamado de “Senhor”, e um feto de 24 semanas (João Batista) ficou cheio do Espírito Santo (Lc 1.39-44).
Por que as mulheres não têm o direito de abortar? Primeiro, porque vida é um dom de Deus, e o fruto do ventre, galardão dEle (Gn 2.7; Jó 33.4; Sl 127.3). Desta premissa decorre outra: a mãe é apenas o meio pelo qual uma criança vem ao mundo, e não a dona dela.
O aborto não deve ocorrer em hipótese alguma? O chamado aborto honroso — provocado nos casos de gravidez resultante de estupro — e o aplicado em caso de crianças que poderão nascer defeituosas ou até sem cérebro não são exceções, pois não cabe ao ser humano tirar a vida do próximo (Dt 32.39; Êx 23.7). Há apenas uma exceção: numa intervenção médica, para salvar a vida da mãe. Nesse caso, se a criança não for tirada, ambas morrerão. Não há outra alternativa.
O aborto não evita problemas futuros para mulheres jovens? Responder “sim” a esta pergunta significa assumir, de modo egoísta e sem misericórdia, que, se fosse preciso, mataríamos até um adulto para termos paz e felicidade (Tg 2.13; Pv 14.12), não é mesmo? Afinal, se uma serva de Deus não deve matar um ser humano adulto para ter paz e tranqüilidade, por que tiraria a vida de um outro ser humano inocente e indefeso?
Portanto, meus amados irmãos, ou a Palavra de Deus está desatualizada (e é claro que não está!), ou esse “maior evangelista do século” não tem nenhum compromisso com o Deus da Palavra.

Na defesa do evangelho,

Ciro Sanches Zibordi

28 comentários:

Pablo Ramada disse...

Eu vi essa entrevista na net, alguns dias atrás e repassei para alguns amigos. Ainda mais agora com o lançamento da biografia. Oremos por ele e por nós que também somos humanos.

ICHTUS disse...

A paz do Senhor amados!

1Tm 6.3-5 "Se alguém ensina alguma outra doutrina ce se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo e com a doutrina que é segundo a piedade,
4 é soberbo de nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas,
5 contendas de homens corruptos de entendimento e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho. Aparta-te dos
tais."

2Pe 2.1-3 "1 E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
2 E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade;
3 e, por avareza, farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita."

Rm 1.22 "Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos."

Causa-me um espanto tremendo saber que muitas pessoas acreditam que este cidadão prega a Cristo crucificado. Não! lembremos dos vídeos onde o cidadão em questão ensinava como coagir os fiéis a "ofertarem", ou dos sacos de dinheiro em cadeia nacional...

O aborto é um crime injustificável, seja a gravidez ter sido originada em um estrupo, ou acidentalmente. Aliás, o único motivo pelo qual homens e mulheres defendem o aborto, é a PROMISCUIDADE. Não chega a 1% os casos de estrupos e problemas na gravidez que justifiquem um aborto.

É mais uma face da inversão de valores que vivemos neste país.

A algum tempo atrás, saiu da revista Veja uma reportagem onde foram entrevistados artistas famosos e que tinham praticado o aborto. Todas elas manifestaram algum tipo de sequela, seja física ou psicológica.

Que Deus tenha misericórida de homens e mulheres, que na busca de prazeres infames, sentenciam à morte o inocente.

Finalmente, só posso clamar "...Ora vem Senhor Jesus!".

É o parecer.

Que Deus nos abençoe e a ti, Pr. Ciro, continue dando-lhe graça para falar a verdade.

W. Schneider Amaral - AD Curitiba

mariazinha disse...

paz do Senhor!
olho muito seu blog, gosto muito dos artigos, aprendi muita cosia com o senhor, e quero aprender mais, quero fazer uma pergunta, um questão pessoal minha, nao queria que publicasse meu comentário, nao outra for de comunicação com o senhor, fique tranquilo, sou evângelica da Assembleia de Deus, to passando por um problema, queria muito sua ajuda, to me sentindo sufocada, e isso prejudica minha vida espiritual. O senhor pode me ajudar?
me responda...coloque um comentário nesse artigo, dizendo que pode me escultar, dai vou vou falar o que ta acontecendo...

Deus abençõe muito...
fica na paz!!!

mariazinha disse...

por favor pastor me ajude!!!
preciso mutio da sua opinião

Anônimo disse...

A iurd recruta jovens adolescentes nas igrejas através de uma visão deturpada do reino de Deus; eles esperam ardentemente serem considerados bispos e ter direito aqueles carrões, nextel, relógio de ouro, programa de tv etc. Porém afim de diminuir o gasto com esta multidão de garotos institui a vazectomia ( cultura da vazectomização ) nos rapazes, meninos de dezenove, vinte e poucos anos castrados, impedidos de terem filhos pelo resto da vida, faça uma pesquisa no meio da 'pastorada' e veja quantos tem filhos e os que tem na maioria são crianças adotadas, isto por aqueles que ocupam cargos mais importantes e tem direito a este privilégio(simplesmente um absurdo); seria normal que eles caminhassem para o aborto. Pequenas concessões geram grandes desastres

sidival donizete disse...

A Paz do Senhor Jesus Cristo meu Pastor Ciro Sanches.

Lucas 9:49,50ª
49 Disse-lhe João: Mestre, vimos ali um que em teu nome expulsava demônios, e lho proibimos.
50ªDisse-lhe Jesus: Não o proibais.

Mateus 22:14
Porque muitos são chamados, mais poucos são escolhido

Sobre tais homens, esses chamados negociantes da Palavra de Deus, vou ser mais claro Edir macedo e seus adéptos, faço uma analogia.

Naquele dia me dirão: Senhor expulsamos demônios em teu nome, curamos enfermos em teu nome, era tanto trabalho de descarrego, tantos galhinhos de arruda, óleo ungido, sal nos cantos das casas,concordâncias com planos satânicos, como o de destribuir camisinhas e aproveitar e fazer apologia ao sexo do sitema mundano, sem falar no apoio ao homicídio de embriões,e fetos em formação. só pareciamos filhos de belial, mas não éramos.
Então ouvirão: Apartai-vos de mim malditos, porque eu não vos conheço.

Meu pastor, assim como o senhor, tenho zêlo da Palavra do Senhor, e sei que toda a planta que nosso Pai não plantou será arrancada. Que Deus continue a te abençoar. A Paz do Senhor Jesus.

Anchieta Campos disse...

Algo realmente que nos traz tristeza e ao mesmo tempo nos desperta para a necessidade de divulgarmos cada vez mais a Palavra do nosso Deus (da maneira como ela é).
Inclusive já havia postado um breve artigo sobre a questão (http://anchietacampos.blogspot.com/2007/10/vergonha-universal-bispo-edir-macedo.html), aonde me junto (não com a mesma instrumentalidade, óbvio) ao amado Pr. Ciro e aos outros defensores da Bíblia Sagrada!

Que o Senhor abençoe sua Amada Noiva e a guarde dos engodos da nossa trabalhosa época!

Mais uma vez, meus parabéns irmão Ciro! Fica na Paz do Senhor!

Anônimo disse...

28/10/2007
E se tivessem abortado Lula?


A mãe de Lula era analfabeta, pobre e tinha vários filhos; o pai era omisso e violento. Isso significa que aquela criança corria um risco de se tornar um marginal violento. Aparentemente, a bem-sucedida trajetória do presidente desmontaria a idéia de que existe uma relação entre violência e planejamento familiar, exposta pelo governador Sérgio Cabral que, entre as várias medidas para aumentar a segurança, defendeu o aborto. E se tivessem abortado Lula, sob argumento de que pobre não deveria ter muito filho?

Lula é um magnífico caso a justificar a associação entre planejamento familiar e violência. A julgar por várias de suas entrevistas, a mãe teve em sua vida um papel decisivo para que ele estudasse. Aí está a questão essencial: Lula sentia-se acolhido, desejado e apoiado, recompensado a ausência paterna.

O problema é quando a mãe tem uma gravidez indesejada e vê um filho como estorvo, o que se traduz em omissão e agressões. Some-se a essa violência doméstica o ambiente hostil fora de casa, com uma cadeia de rejeições, para se entender a "fábrica de marginais". Note-se que o período em que Lula era adolescente ainda havia abundância de emprego.

Se tivessem abortado Lula, perderíamos um personagem associado, gostem ou não dele, ao avanço da democracia no país. Mas se ele não contasse com uma mãe acolhedora, a chance de estudar (notem a importância com que ele fala de seu curso no Senai) e ter um emprego, provavelmente aquela inteligência seria usada para a violência

Anônimo disse...

Legalizar o Aborto? O povo brasileiro não quer.

1. A Vida pede um pouco da sua atenção.

Agasalhado na concha do ventre, o corpo de alguém se forma. Alguém despreocupado, confiante, simples, que vive sua vida de sonhos. Aguarda o momento em que verá a luz. Um dia estivemos todos lá, mergulhados nessa cálida inconsciência, aguardando... Por isso, a idéia de uma lâmina que extingue essa vida pequenina nos dói tanto.

Aqui no Brasil, projetos de lei querem tornar legal o aborto. Há algo mais cruel do que tirar a vida do indefeso? Do que não tem voz? Há coisa mais estranha do que descartar pedaços de gente porque serão mal-formados, deficientes, di-fe-ren-tes?

Legalizar o aborto é optar pela exclusão. É criar uma sociedade em que fetos mal-formados ou simplesmente indesejados são descartados. Como papel usado, como laranja chupada, como lápis quebrado. Como lixo. Mas são gente! E querem viver. Quem falará por eles? Quem lhes tomará a defesa?

Em horas decisivas da história, houve gente que dormiu, que negou, que se escondeu, que evitou, que fugiu. E você? leia na integra




"Eu me sinto uma assassina", diz costureira ...

Eu fiz cinco mil abortos. Este texto é de uma conferência proferida p...

Leia, na íntegra, depoimento de Paulo Tominaga, Mestre em Ciência da C...

Depoimento de um médico legista...

Leia + Depoimentos.










Copyright - 2006 - Brasil Sem Aborto - Por um Parlamento em Defesa da Vida

Anônimo disse...

Paulo Tominaga
(Correio Braziliense, 02/08/2004, p. 18)
Após ter um filho anencéfalo no ano passado, é com pesar que vejo como o tema tem sido tratado desde a recente decisão de um dos ministros do STF, na qual se assegura às mães o direito de dispor da vida daqueles que venham a gerar. É interessante notar como apenas de modo passageiro se faz referência a estas pequenas pessoas, ficando a tônica da discussão sobre um tal "direito à liberdade de escolha" dos adultos envolvidos no caso. Como se a gravidez correspondesse apenas a uma vida - a da mãe -, podendo prescindir da existência do filho.
Este enfoque parece ilustrar como o egoísmo impera em nossa sociedade. Sempre tinha ouvido falar no amor da mãe por seus filhos como o mais excelso tipo de amor possível. E desde os antigos gregos, este costumava ser indicado, para todos, como um ideal a ser alcançado, na relação com os demais.
Hoje o que parece preponderar como meta é outra espécie de "amor", verdadeiro culto religioso, por uma triste caricatura de "liberdade", entendida como absoluta falta de compromissos. Não mais se aceita, nem mesmo, o compromisso de se preservar a vida de um filho, se este não puder corresponder às expectativas de seus pais ou - o que é pior - da maioria da sociedade. Neste quadro, fica claro que, para alguns, só se tem filhos para uma satisfação da auto-estima, como parte de um projeto pessoal ou para que possam, de certa forma, "divertirem-se" com as crianças, utilizando-os, como se fossem um objeto qualquer. Se não há a perspectiva de que uma criança venha a proporcionar alegrias aos pais, então é melhor descartá-la o quanto antes - no ventre da mulher, de preferência, pois assim termina logo esta existência "insuportável e sem sentido"!
Uma pessoa não pode ser eliminada simplesmente porque não é como nós gostaríamos que fosse. Criam-se teorias e mais teorias para tentar encobrir o óbvio: está se matando uma pessoa, em nome de se "eliminar os terríveis sofrimentos, verdadeira tortura", que sua existência causa a sua mãe, a seu pai. Além do mais, dizem, esta criança está condenada à morte, de qualquer forma. Assim, apenas se está antecipando aquilo que naturalmente iria ocorrer em pouco tempo.
Amigos, a criança já terá uma vida breve. Que saibamos respeitá-la. Posso assegurar, por experiência própria, que este caminho conduz a um crescimento grande no amor entre os cônjuges, e na capacidade de se doar aos demais filhos. Filhos que virão, com certeza, como veio para nós neste ano o pequeno Rafael - talvez a demonstração mais palpável de que não há qualquer "trauma" no caso, se os pais souberem agir com serenidade.
Se realmente desejam ajudar aos que passam por tais situações, saibam tratar do tema com um enfoque prático que não distorça a realidade mais óbvia, querendo criar teorias para esconder uma vida ou afirmar cegamente que este filho nunca existiu. O problema de saúde, a má formação da criança, é um fato que atualmente não se pode reverter. A questão não está apenas no que se deve fazer durante a gestação. O grande problema, para os pais - e para a mãe, em especial - é como lidar com o fato ocorrido, depois deste período ter acabado. Porque não é possível se esquecer de um filho: ficará para toda a vida a recordação destes dias. E então, ou a mãe irá se lembrar de que, não podendo ajudar seu filho, matou-o, porque ele não era nem poderia vir a ser como se desejava que ele fosse; ou irá se lembrar, com carinho e ternura, de que seu filho, que teve uma breve existência, foi sempre amado e respeitado.
Amem seus filhos. Garanto que vale a pena.

Paulo Tominaga, Mestre em Ciência da Computação, engenheiro pela Unicamp, advogado, atualmente é Consultor do Núcleo Jurídico do PRODASEN - Senado Federal. Tem três filhos, sendo que o segundo, já falecido, era anencéfalo.




Voltar





Copyright - 2006 - Brasil Sem Aborto - Por um Parlamento em Defesa da Vida

Ciro Sanches Zibordi disse...

Irmã Mariazinha,

A paz do Senhor! Conte com a minha ajuda.

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro internautas,

A paz do Senhor!

Estou fora de minha cidade, atendendo a um convite do pastor Esequias Soares, da AD Jundiaí, em São Paulo, mas acabei de ler todos os comentários dos irmãos. Que Deus os abençoe por todas as considerações aqui apresentadas sobre esse assunto. O meu desejo é que o povo de Deus se desperte para seguir ao verdadeiro evangelho de Cristo.

A paz do Senhor a todos!

CSZ

mariazinha disse...

paz do Senhor...
mandei um email para o senhor pastor, espero que me responda...

fique na paz do Senhor Jesus...

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Caro Pastor Ciro Zibordi!
A Paz do Senhor!
Creio que a referida entrevista, apenas tira uma nuvem de fumaça de enganação, que deixava alguns em dúvida a respeito das motivações que movem o citado "bispo-evangelista".
Tenho sido criticado em alguns comentários por ter postado em meu blog tal entrevista.
Minha palavra é a seguinte:
Não podemos julgar, mas a Palavra de Deus julga sim!
A reprensão e exortação também faz parte da Bíblia.
Deus exorta e repreende aqueles aos quais ama e os tem por filhos, isso quer dizer que através da repreensão, manifesta-se também a presença do amor de Deus.
Parabéns pelo post.

Natanael Santos disse...

Paz, li muitos artigos e passei por outros, e faço uma pergunta, DE QUEM É A CULPA DE TANTA HERESIA E MODISMOS DENTRO DE NOSSAS IGREJAS? o Sr. mostra muitos erros, e de certa forma não ha igreja que não pratique esta ou outra heresia, PORQUE NÃO HA UM COMPROMETIMENTO DOS PASTORES, CONVENÇÕES QUE VENHAM FILTRAR ESTES ASSUNTOS! parece que estas revelações estão concentradas a uma meia duzia de "sabios", se é que ha meia duzia. Ha exageros há, mas creio que até a volta de Cristo seremos aperfeiçoados, para uma boa obra. Tem muita gente com muitos anos de fé e conhecimento, e querem cobrar aquilo de levaram anos para aprender, de quem recem esta começando, dando os primeiros passos.
DE QUEM É A CULPA?

Ciro Sanches Zibordi disse...

Pastor Carlos Roberto,

Esses que dizem que não cabe a nós julgar não querem aceitar a Palavra de Deus, pois devemos examinar tudo e reter o bem (1 Ts 5.21), provar se os espíritos são de Deus (1 Jo 4.1), julgar as profecias (1 Co 14.29), analisar as pregações (At 17.11). E também não podemos nos esquecer de que o julgamento começa pela casa de Deus (1 Pe 4.17; At 5.1-5).

Agradeço-lhe pelas palavras de incentivo.

Em Cristo,

CSZ

Jordanny disse...

A revista Veja, que gosto de entitular de prima-irmã da istoé, não tem conduzido suas edições com a devida parcialidade, e por muito tem se levantado contra o povo evangélico... O próprio título do texto revela a posição e impacto que tal revista queria gerar no público (muitas das vezes manipulado) que a assina...
Não sou favorável ao aborto, mas me afasto desta colocação tão "sublinhada" e "evidencializada" por essa revista que em meu entender é de conteúdo questionável, qual seja: "deus dos corruptos e não dos fetos"... ora, é sensacionalismo, e as demais colocações dispensadas pelo Bispo Edir Macedo foram completamente esquecidas ao passo que o leitor já se viu direcionado a criticar uma posição que está vinculada ao livre arbítrio e à liberdade de expressão...
Deus julgue o Bispo Edir Macedo...
Mas, em contra-partida, devemos analisar, afastando-se do sensacionalismo de tal editora, as questões pelo Bispo levantadas... A solução tenho certeza não ser o aborto... mas criticar um ponto de vista sem apontar as discussões que tal ponto envolve é agir sem inteligência... Sejamos convictos de nossa fé e de nossa defesa pela vida (esta protegida e concebida por Deus desde a fecundação), mas não nos afastemos das demais problemática levantadas pelo Bispo...
Sou assembleiano, concordo com várias das mensagens do pastor Ciro, mas não devemos ser instrumentos de divulgação da INTENSÃO REAL do editor da revista Veja, que é abalar a fé no Reino de Deus...
Sou favorável a unidade pregada no evangelho de João, no capítulo 17 a partir do verso 20, onde em última oração Jesus intercede pela unidade, pois só assim o mundo creria que Ele foi enviado por Deus...
Atacar a igreja evangélica... atacar os ministros evangélicos não vejo como saída... Devíamos unir forças e não permitir que "principados deste mundo malígno" (Rede Globo, Revista Veja, Istoé, por exemplo), derrubassem a força que há no nome de Cristo...
Unamos forças pela vida (todas as denominações), pela libertação da sociedade brasileira que se vê cativa diante dessa mídia avassaladora e malígna, pela transformação da nossa juventude...
Unamos forças em Cristo...

A paz!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Jordanny,

A revista Veja, um ótimo veículo de informação e opinião, apesar de seus defeitos, foi citada para dar força à notícia. Mas a posição do referido "bispo" é um fato. E contra fatos não há argumentos. Não devemos nos unir como evangélicos para mostrarmos a nossa força. Devemos nos unir em torno do verdade. Lembra-se de Acã? Há anátema no meio dos evangélicos, se bem que sequer podemos considerar evangélico alguém que não prega o evangelho e ainda defende o assassinato de inocentes.

Se é para seguir a um bispo, sigamos ao Pastor e Bispo de nossas almas, o Senhor Jesus Cristo. Ele é o nosso exemplo (1 Jo 2.6; Jo 13.15; 1 Pe 2.21).

Devemos ser instrumentos de combate ao engano, ao engodo e à falta de compromisso com o verdadeiro evangelho. O juízo deve começar pela casa de Deus (1 Pe 4.17). E, se a Veja já errou em seus julgamentos, dessa vez ela acertou, até porque, como já disse, contra fatos não há argumentos. É conhecido de todos a postura do tal "bispo" e seus seguidores.

Sou favorável a unidade, mas observe que a unidade, à luz de João 17 a 21 e Efésios 4, além de outras passagens neotestamentárias, só é possível se for em torno da verdade. Deus não se preocupa com quantidade, quando esta não decorre da verdade (Mt 7.13,14,21-23; Jo 6.60-69).

Atacar os erros das igrejas ditas evangélicas e falsos ministros evangélicos é uma necessidade para que o povo de Deus siga a verdade, e somente a verdade. Devemos unir forças para pregar a verdade e vivê-la. É disso que precisamos, meu caro, com todo o respeito.

A Rede do tal "bispo" é igual ou pior do que a maior emissora do País. Devem os evagélicos unirem-se para defender o aborto e a prostituição?! Leia Mateus 24.1-12 e veja que nesses últimos dias há muitos enganadores e muitos ENGANADOS.

Já é hora de despertarmos do sono!

Respeitosamente,

CSZ

Anônimo disse...

A Paz do Senhor pastor Ciro!

Há muito tempo a IURD vem cometendo torpezas teológica e moral no seio da igreja evangélica.

Ensinos supersticiosos, misticismo, paganismo, teologia da prosperidade, omissão do ensino da doutrina ortodoxa aos seus membros, maldição hereditária, confissão positiva, são algumas das muitas adulterações da doutrina bíblica. O sucesso da IURD só pode ser fruto das mentes preguiçosas dos neoconvertidos que, na verdade, muitos deles não experimentaram conversão alguma.

Não bastasse isto tudo, há ainda as implícitas intenções de monopolizar os programas evangélicos. É enfadonho quando ligo a televisão procurando um bom programa evangélico decente e nos deparamos com os blá, blá, blá dos bispos da IURD. Diga-se blá, blá, blá, pois, quando citam a Bíblia, o fazem de forma errada e deturpada, não obedecendo as leis de interpretação.

Aos tolerantes da IURD basta uma passadinha em I Coríntios 10.15 e I Tessalonicenses 5.21 para que não sejamos tidos por intolerantes e taxados de julgamento impróprio.

Pastor Ciro, prossiga em seu combate a estes movimentos espúrios. Não se trata - como pensam alguns - de combater a Igreja invísivel de Cristo, mas de abrir os olhos dos que estão sendo enganados e censurar os falsos mestres.

Em Cristo,

Pb Gilson Barbosa

PS: Enviei um email ao senhor comentando sobre sua pregação no sábado em Jundiaí. Queira, por favor, me dar um parecer!

Anônimo disse...

Graça e Paz Ciro

No seu comentário acima podemos ver o compromisso que você tem com a VERDADE, CRISTO JESUS.

Muitos irmãos pensam que combater os engodos do inimigo, os enganos do coração humano e seus maus desígnios, é rebelião, falar mau, enfim, murmurar, "jogar contra o próprio time".

A PALAVRA nos pede em Efésios 5.11; "E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as."

Devemos nos posicionar, não virarmos críticos do evangelho, mas sim DEFENSORES DA VERDADE, DO VERDADEIRO EVANGELHO.

Ainda ontem, assistia ao vídeo que a maior emissora de TV do país exibiu há muitos anos atrás do bispo em questão e seu pupílos.
Me diz Ciro, era um ator se passando pelo bispo? Pois a tal emissora é contra os evangélicos também. Ou era o próprio bispo?

O fato é, este "evangelho" com "e" minúsculo perdeu a credibilidade. Este "deus" comercial, ídolo e não SENHOR, está com data de validade vencida. E todos aqueles que o usam e abusam, se misturando no meio da Verdeira Igreja, estão ficando expostos e evidentes as suas intenções.

"Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas." (Apocalipse 3.18)

Pela VERDADE, por CRISTO

Luis Carlos
Joinville/SC

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro presbítero Natanael Santos,

A paz do Senhor.

Receio que o irmão esteja enganado em razão de sua consciência possivelmente não estar tão alinhada com a Bíblia. Seu raciocínio é aquele de que a maioria prevalecerá. Mas não se esqueça de que nem Jesus pregou isso. Pelo contrário, Ele disse que a "estreita é a porta que conduz à vida" (Mt 7.13,14).

Portanto, meu caro, são poucos mesmo que têm se despertado para defender o evangelho de Cristo e combater o erro. Lembra-se de Elias e os 7.000? Lembra-se dos 300 de Gideão? Lembra-se de João 6.60-69? Lembra-se de como os profetas, que combatiam o erro, eram perseguidos? Lembra-se de 2 Timóteo 4.1-3 e 2 Coríntios 2.17? Ah, e de Filipenses 3.18? Acorde, meu amado! Ainda há tempo!

Sim, não há igrejas sem erros, mas o padrão para nós não são as igrejas, e sim a Palavra de Deus, nossa regra de fé, de prática e de vida!

Quer dizer, então, que se todas as igrejas e convenções apostatarem, o caminho é se conformar?! Acorde, meu amado, com todo o respeito! Ainda há tempo!

Agradeço-lhe pelo adjetivo "honroso", ainda que indireto: "sábio". Mas saiba que sábio, de fato, é aquele que anda segundo a Palavra de Deus, e não conforme o que acha ou entende que seja certo. Por isso, muitos desses que se julgam corretos, ouvirão do Justo Juiz: "nunca vos conheci" (Mt 7.21-23). Cuidado! Acautele-se (Mt 7.15).

De quem é a culpa?! Leia Mateus 7.15-23; 2 Timóteo 4.1-5; 1 Timóteo 4.1-3; 2 Pedro 2.1,2; Apocalipse 20.12. Cada um será julgado segundo as suas obras. De quem é a culpa?! Pelos nossos frutos somos conhecidos. De quem é a culpa? Que desculpa temos nós para errar, se temos a Palavra de Deus?! De quem é a culpa?!

Em Cristo,

CSZ

marcio leal disse...

__PR.CIRO !?
___IRMÃOS(ÃS)PARTICIPANTES!!
_ A PAZ DO SENHOR.

_ME ENCONTRO SOBREMODO CONTENTE COM A POSTURA ESCLAREÇEDORA DESTE ARTIGO !!
_ VÓS BEM SABEIS QUE A NÓS NOS CONVEM ZELAR PELA QUALIDADE DA FÉ "UNS DOS OUTROS" GL.6.2.
_MAS...NÃO ME REFIRO AQUELES QUE DIZENDO_SE CRISTÃOS...NÃO ENSINÃO O QUE CONVEM A SÂ DOUTRINA! ( Tt.2.7 )
_ SEM QUERER PARECER ANTAGÔNICO..
_ QUEM LER QUE ENTENDA..

_MAS.. NÃO ENFATIZANDO A QUESTÃO DO ABORTO e ISTO POR QUESTÃO..Tt.3.11

_FINALISO ESTAS PALAVRAS VOS DEIXANDO IRMÃOS(ÃS) UM SUCINTO ENSINAMENTO APOSTÓLICO:

( COM OS TAIS NEM AINDA COMAIS ).

..AVARENTOS,"ROUBADORES",IDOLATRA,MALDIZENTES..MAIS..! 1CO.5.11.

_QUANTO AO ZELAR PELA QUALIDADE DA FÉ UNS DOS OUTROS..

_COM CARINHO VOS RECOMENDO:

_AP.3.2 > HB.12.13 > 1 TM.4.16 > E.. AT 2.42 .

A TODOS A PAZ DO SENHOR!


> ao irm.ciro grato pelo espaço!

claudiluiz.com.versa disse...

A paz do Senhor pr. Ciro.
É lamentável e a até repulsivo, como este assunto- o aborto - tem sido defendido por este "bispo" que julga ser o dono da verdade e torçe a Bíblia para difundir suas ideologias, são mestres que estão sempre "aprendendo" mas que nunca chegam ao conhecimento da Verdade.
Não é de se espantar se logo Edir Macedo levantar a bandeira da pena de morte (já que em parte ele já é favorável indo pró-aborto),e também do tão propagado casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Oremos pelo Brasil, para que Deus nos livre deste ataque tão sutil de Satanas e traga juízo sobre tais hereges !

claudio disse...

quem deu esse titulo ao cidadao la ?

temos varios evangelistas no mundo

muitos mesmo que estao pregando o verdadeiro evangelho de cristo jesus

que evangelho e esse que o cidadao la prega ?

falso evangelho entao nao pde ser evangelista

Lisnei disse...

é muito dificil educar crianças, tirá-las do abandono, eitar que elas se tornem traficantes. Realmente é uma tarea quase impossivel, então vendo a situação pelo prisma de Edir Macedo, deve se cortar o mal pela raíz, mata a criança, cometa um infanticído antes que este bebe cresça e possa cometer homicídios. É este o evangelista? É assim que defende o evangelho? Sabemos que a maioria que pratica aborto, faz na verdade para fugir de amorres clandestinos, uma forma bizarra de assumir consequencia por erros. Uma pessoa mundana que não cohece a palara de Deus, tomar uma posição como esta é até justificável, mas um cristão? que espulsa deônios?(ops, encosto) afirmar estas coisas, é um absurdo ...

Arildo silva disse...

Pastor Ciro permita-me fazer este comentário:Edir macedo é do diabo,os seus obreiros são do diabo,a igreja dele é do diabo,aquela igreja ali (troço ali)é o inferno na terra.

Pr. Fabio Volpini disse...

A paz do Senhor pastor,realmente devemos orar muito por ele, Deus é quem decide se alguém vive ou não, afinal Ele é o grande Eu Sou, homem nenhum tem o direito de tirar uma vida ou ser a favor de tirar,o maior erro do ser humano é de se esquecer que ele é uma criação do nosso Criador (Deus) e com isso o ser humano acaba assumindo uma posição que não é dele eu respeito a opinião dele mas não concordo e nunca vou concordar.

Quero aproveitar, te parabenizar pelo seu blogger e te convidar para participar do meu.

http://fontedevida-meubloggerpessoal.blogspot.com/

Deus abençõe sua vida, família e ministério.

Italo Junior disse...

Meu Velho o maior evagelista do seculo e Reinhard Bonnke. Edir marcedo e apenas um homeme que perdeu a visao, ja foi homemm de Deus hj e´um avarento.