segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Uma curta resposta a um pentecostal em dúvidas ou mal informado


Caros irmãos, recebi uma mensagem de um pentecostal anônimo que está em dúvidas ou mal informado. Vou responder às suas perguntas com destaque, haja vista suas dúvidas serem, creio, de interesse geral. Manterei o que ele disse em letras garrafais, como chegaram a mim as suas palavras. As minhas respostas estarão abaixo de seus questionamentos.
"A PAZ DO SENHOR, PASTOR CIRO. O QUE É PENTECOSTE PARA O SENHOR?"
Resposta: O que é Pentecostes? Etimologicamente, é apenas “qüinquagésimo”, uma alusão à festa judaica realizada no qüinquagésimo dia após a Páscoa. Sete semanas (49 dias) eram contadas, e no dia seguinte dava-se a tal festa. Pentecostes é também o nome dado à multiforme operação do Espírito Santo, que inclui batismo com o Espírito, dons espirituais, operações, manifestações, etc. Ou seja, alude àquele glorioso derramamento de poder do alto ocorrido no dia de Pentecostes, narrado em Atos 2. Tudo o que ali ocorreu foi uma amostra do que o Senhor tem feito na Igreja e por meio dela, pois a sua promessa é para todos (At 2.39). Mas não confunda Pentecostes com aberrações como "cair de poder", "unção do riso", "unção do leão", "unção dos quatro seres", avivamento extravagante e outros "retetés". O culto a Deus é racional, equilibrado, com ordem e decência, de acordo com 1 Coríntios 14.
"EM 2006 SE COMEMOROU 100 ANOS DE MOVIMENTO PENTECOSTAL. FOI ABERRAÇAO O QUE ACONTECEU NA RUA AZUZA EM 1906 EM LOS ANGELES? TODO AQUELE MOVIMENTO LÁ DE CURA, CÂNTICOS ESPIRITUAIS EM LINGUAS,PROFECIAS, ETC., NA PEQUENA IGREJA DO PR. WILLIAN JOSEPH SEYMON FOI EMOÇAO? E COMO É QUE COM TODO ESSE MOVIMENTO CADA UM SENTIA-SE MOTIVADO A SER MISSIONARIO ERA ABERRAÇAO?"
Resposta: Não, meu prezado. O que ocorreu em Azusa Street foi um genuíno avivamento. Observe que tudo o que o irmão mencionou tem respaldo bíblico. Jesus cura (Mc 16.17,18); há cânticos espirituais no meio do povo de Deus (Ef 5.19; Cl 3.16); bem como profecias (1 Co 14.1ss). E o poder de Deus é exatamente para que façamos a obra missionária e evangelizemos pessoas à nossa volta (At 1.8; 13.1-3; Mc 16.15-20). Por que eu seria contra elementos que têm total apoio das Escrituras? Por outro lado, sou contrário a aberrações que não glorificam a Deus, deixam o povo confuso, e ainda direcionam a glória, que pertence exclusivamente a Deus, a um determinado super-pregador, que não respeita a Palavra de Deus, além de ser amante do dinheiro, um verdadeiro show-man.
"UM EXEMPLO DISSO É O GMUH, CUJO PROPÓSITO É MISSIONÁRIO, QUE JÁ FALARAM MAL AQUI. O QUE O SENHOR ACHA DISSO?"
Resposta: Costumo não fazer juízo de valor sobre pessoas, igrejas e movimentos. Se o irmão ler com atenção os artigos publicados neste blog, perceberá que o meu objetivo não é expor pessoas ou igrejas, e sim propagar a verdade da Palavra de Deus, combatendo a heresias e modismos à luz das Escrituras.
"OS FUNDADORES DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS NO BRASIL, DANIEL BERG E GUNNAR VINGREN, TAMBÉM FORAM ATINGIDOS POR ESSE MOVIMENTO EM CHICAGO E FOI ISSO QUE OS MOTIVARAM A VIREM PARA O BRASIL. O QUE O SENHOR ACHA DO PENTECOSTE TRAZIDO POR GUNNAR E DANIEL? ERA ABERRAÇÃO O QUE TEM NOS RELATOS?"
Resposta: A despeito de nenhum ser humano ser perfeito, Vingren e Berg foram apóstolos do Senhor no Brasil. Fizeram um trabalho que glorificou ao Senhor Jesus Cristo, e por isso até hoje são considerados pioneiros do Movimento Pentecostal e referenciais do pentecostalismo clássico. Eles nada têm que ver com os desvios da atualidade, mencionados no artigo “Desvios do pentecostalismo clássimo”, contido neste blog. Não confunda pentecostalismo bíblica e clássico com neopentecostalismo ou pentecostalimo apóstata.
"A ASSEMBLÉIA DE DEUS FOI FEITA SOBRE ABERRAÇOES, ENTÃO? E POR QUE ELA PROGRIDE E JÁ ESTÁ COM QUASE 100 ANOS, SE COMEÇOU NO ERRO DAS ABERRAÇÕES? SE ISSO NÃO FOSSE O CONSENSO DIVINO, ELE PERMITIRIA TAL COISA? ABRAÇOS!"
Resposta: A Assembléia de Deus está longe de ser uma igreja perfeita. Aliás, ao longo de seus quase cem anos, ele dividiu-se e subdividiu-se. Muitas igrejas que mantém o nome já não são fiéis aos princípios doutrinários do pentecostalismo clássico. Entretanto, há sim Assembléias de Deus que preservam um perfil baseado inteiramente na Palavra de Deus, sendo fiéis à sua origem, ao que Daniel Berg, Gunnar Vingren e outros pioneiros aqui plantaram. Essas usufruem dos dons espirituais, sem se deixarem contaminar por heresias e modismos injustificáveis. Estes desvios produzem um "outro evangelho", dissociado da Palavra de Deus, experiencialista, fanatizado, seguido por pessoas desequiibradas e, em alguns casos, endemoninhadas ou pelo menos influenciadas por demônios. Atentemos para as recomendações contidas em 1 Timóteo 4.1; 2 Timóteo 4.1-5; 1 João 4.1; 1 Tessalonicenses 5.19-21; Mateus 7.15-23.

Em Cristo,

Ciro Sanches Zibordi

15 comentários:

Marcelo disse...

Pastor, sei que a pergunta nada tem a ver com o assunto, mas foi a forma que encontrei de lhe perguntar:
O óleo mencionado em Tg 5.14 tem qual significado? É importante ou foi só para a época, pq era usado como remédio? O óleo simboliza a presença do Espírito Santo? Quem pode ungir com óleo, e para quê?
Acredito que respondendo essas perguntas, o senhor estará ajudando muita gente que está estudando lição bíblica da CPAD para o próximo domingo.
Paz do Senhor.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Marcelo,

O óleo mencionado em Tiago 5.14 é óleo mesmo, usado como ponto de contato, para estimular a fé do doente. Não há nele nenhum poder inerente. Tanto que o versículo seguinte mostra que "a oração da fé salvará o doente".

A unção para os enfermos é a única que deve prevalecer em nossos dias (Mc 6.13; Tg 5.14). No plano espiritual, a unção representa o Espírito Santo (Lc 4.18), mas no caso da unção literal (exclusivamente para os doentes, e não para carteiras de trabalho, carros, casas, etc.), é apenas um ponto de contato mesmo.

Quem pode ungir com óleo, e para quê? Só o ministério pode ungir, a fim de interceder a Deus pelos enfermos (Mc 6.13; Tg 5.14). O que passar disso é modismo, má inovação, sem nenhum respaldo bíblico.

Em Cristo,

CSZ

Marcelo disse...

Pastor, parece que estamos num "chat" rsrs.
O que o Sr quer dizer com "ponto de contato"?
Já estou a 90%. Tira só essa dúvida p completar os 100. Muuuuito obrigado.
Fica na paz.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Marcelo,

Se eu responder tudo, você não aprende...

CSZ

Marcelo disse...

Pastor, a Paz do Senhor.
veja se está correto:
O óleo representa o Espírito Santo (ou a presença de Deus), então, o óleo era usado "para estimular a fé do doente" simbolizando que Deus estava participando daquela ação. (não que Deus estivesse no óleo, mas que aceitava aquela intercessão). Desculpe se me equivoquei, mas quero aprender e pretendo tirar a dúvida de outras pessoas.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Marcelo,

Isso mesmo. Não existe poder no óleo. Este é apenas simbólico, pois o poder está no Senhor Jesus. É Ele quem cura, atendendo o nosso clamor (Tg 5.14,15). Infelizmente, muitos obreiros e igrejas tem usado o óleo para esfregar no enfermo... outros, enterram latas de óleo em montes, para depois usar o óleo "consagrado" em suas campanhas... Fiquemos com a Palavra de Deus.

CSZ

Luciano disse...

Certa feita fui procurado para orar ao um enfermo,e por motivo de força maior não pude chamar os presbiteros da igreja, conforme aconselha o apostolo Tiago, mas o que eu fiz, foi ter consagrado através de uma oração o oleo(cozinha) e segui os procedimento que a palavra do Sennhor diz, conforme apresentado pelo Pastor acima, mas minha pergunta é, visto que somente o Ministério tem a autoridade para ungir,não pode haver nenhuma excessão, pois quando Tiago batizou ao eunuco ele não seguio aos procedimentos que hoje nós criamos para ensinar e dicipular o novo convertido e receber o batismo no qual eu acho de suma importância esta preparação.

Anônimo disse...

Acerca de quem pode ungir c/ oleo creio que se não tiver obreiro por perto qualquer irmão podera ungir e orar.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Anônimo,

Concordo com você. E acrescento: Se não houver nenhum médico, qualquer pessoa pode operar um paciente; se não houver um piloto, qualquer passageiro pode pilotar o avião... Penso que isso não traria grandes conseqüências negativas para o paciente e os passageiros, assim como desobeder a Palavra de Deus, permitindo que qualquer pessoa unja um doente, não trará nenhum prejuízo...

Não entendo por que Tiago e o Senhor Jesus preferiram restringir a unção ao ministério (Tg 5.14; Mc 6.13), sinceramente... Ainda bem que muitas igrejas não seguem a essas regras ultrapassadas...

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Luciano,

Primeiro, a Bíblia não manda consagrar o óleo.

Segundo, não há necessidade de ungir alguém para que o Senhor o cure. "A oração da fé salvará o doente" (Tg 5.15). Em Marcos 16.15-18 o óleo sequer é mencionado.

Terceiro, Tiago batizou a quem?!

Portanto, se não houver nenhum ministro autorizado pela Bíblia para ungir, NÃO UNJA! Ore, confiando que o Senhor cura mesmo sem óleo!

Respeitosamente,

CSZ

Luciano disse...

Ok, pastor Ciro, o senhor foi muito esclarecedor quanto minhas dúvidas, obrigado.
Quanto a Tiago ter batizado, houve erro de digitação visto que o assunto em pauta gira em torno de sua epistola, mas falo do batismo realizado por FELIPE.

Atos 8:36
36 E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado?

Atos 8:38
38 E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou.


Fique na Paz do Senhor

Ciro Sanches Zibordi disse...

Oh, sim, Luciano... Risos... Eu percebi, mas não quis perder a oportunidade... Ah, e não é Felipe, e sim Filipe... Risos...

Bem, falando sério, pretendo, quando houver oportunidade, escrever um artigo sobre o batismo, pelo qual abordarei esse episódio, entre outros.

Em Cristo,

CSZ

Lailson Aguiar disse...

boa tarde, caro escritor.
mui repeitosamente me dirijo, a quem tenho profunda adimiração,(pelo fato de tambem ter lhe ouvido, quando esteve na cidade de natal/rn). porem tenho a enorme tristeza de lhe ouvir falar do movimento pentecostal de uma forma errado ao meu entender. quero lhe dizer que: se o mui dileto pastor fala da manifestação do espirito santo como "aberração", a senhor ja foi mais feliz em suascolocações. o que o senhor chama de forma irresponssável de "berraçoes" eu chamaria de INTIMIDADE! e gostaria de lhe relembrar alguns momentos da igreja primitiva em AT 2.
o que vejo todos os dias é Jesus curar atrvés destes homens de Deus, dos quais vossa senhoria não sita nomes, mas é obvio que sabemos sobre quem estais falando.
não vi Jesus curar niguem qundo o amado pastor esteve em meu estado, se quer lembro se jesus batizou alguem. então antes de lançar as suas criticas espalhafatosas, e sem qual quer evidencia em sua vida. chega de ser um crente normal, é preciso ser cheio do Espirito Santo com os sinais nos seguindo como fala Mc. 16:17-18.

Grato Lailson Aguiar

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Lailson Aguiar,

Boa tarde, não! A paz do Senhor! O pastor Raimundo João de Santana lhe diria o mesmo... Risos.

Bem, meu amado, de fato eu já ministrei na Assembléia de Deus em Natal-RN por algumas vezes, por graça de Deus, e não por merecimento. Foi Deus quem me abriu a porta para pregar o evangelho ali, e nenhum homem. Por isso, não temo falar o que Deus põe em minha boca, tampouco temo escrever o que está registrado em sua gloriosa Palavra.

Também me dirijo ao irmão com respeito, mas receio que esteja equivocado. Leia todos os artigos relacionados a este e até mesmo este artigo para compreender que não chamo de aberração a genuína manifestação do Espírito. Chamo de aberração, porque de fato o é, o "cai-cai", a "unção do riso", a "unção do leão", etc.

Seja justo consigo mesmo. Em nenhum momento este escritor referiu-se ao Movimento Pentecostal de maneira pejorativa. Pelo contrário, enalteço a obra (a verdadeira obra) do Espírito Santo em nós e por meio de nós. E isso eu tenho aprendido com homens de Deus, como o seu pastor, Raimundo João de Santana, Antonio Gilberto, Elinaldo Renovato, Martins Alves e outros mestres do Rio Grande do Norte.

Esses homens, sim, têm intimidade com o Espírito Santo e jamais aprovariam o "cai-cai", as "novas unções", etc. Porque tudo isso é sim ABERRAÇÃO!

O irmão diz: "não vi Jesus curar niguem qundo o amado pastor esteve em meu estado..." O irmão está muito mal informado, em primeiro lugar. Segundo, leia João 10.41 e veja o que é mais importante para um homem de Deus. Acorde, meu amado! Ainda há tempo para andar no caminho da verdade.

Aprenda com o seu pastor, pois, pelo que vejo o irmão está se distanciando do caminho da verdade. Lembre-se do que está escrito em 1 Timóteo 4.1 e 2 Timóteo 4.1-3. Acorde!

Respeitosamente,

CSZ

Anônimo disse...

A Paz do Senhor.
Já vi o Pastor Raimundo Santana repreender atitudes de pessoas em pleno culto por serem consideradas (as atitudes) "anormais". Eu até não concordei no momento, mas hoje, com o rumo que a coisa anda tomando, vejo que ele, como Pastor, tomou a atitude correta. Ele não dá mole com esse tipo de atitudes "extravagantes".
Wendel - Natal/RN