sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Coisas para fazer em 2008 (1). Ler a Bíblia


Nesta nova série, tenho como objetivo incentivar os internautas a aproveitarem este novo ano para fazerem coisas edificantes, que contribuam para o seu crescimento espiritual e também profissional. A primeira postagem é a republicação de um artigo que enfatiza os deveres para com a Palavra de Deus, a fim de que nos sintamos motivados a ler e estudar esse Livro Santo em todos os dias de 2008.

Em Mateus 7.24, o Mestre dos mestres afirmou: "Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha".
Onde está edificada a sua "casa", caro internauta? Sobre a teologia? Sobre filosofias humanas? Sobre o experiencialismo? Tudo isso é "casa edificada sobre a areia". Siga ao conselho do Senhor Jesus e atente para os deveres para com a Palavra de Deus!
Todo seguidor de Cristo deve atentar para os mandamentos e princípios da Palavra de Deus. Cada um de nós (principalmente os obreiros do Senhor) deve observá-los “com mais diligência...” (Hb 2.1) para o que está escrito, a fim de se tornar um exemplo para todos: “... sê exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, na caridade, no espírito, na fé, na pureza” (1 Tm 4.12). Quais são os nossos deveres para com a Bíblia Sagrada?
1) Amá-la. “Oh! quanto amo a tua lei! é a minha meditação em todo o dia” (Sl 119.97). Este é o primeiro e mais importante dever para com o Livro Sagrado. George Müller disse: “O vigor da nossa vida espiritual estará na proporção exata do lugar que a Bíblia ocupar em nossa vida e em nossos pensamentos... Eu li a Bíblia de capa a capa mais de cem vezes, cada vez com mais prazer. A cada leitura me parece ser um livro novo... O dia me parece perdido quando não gastei um tempo proveitoso curvado sobre a Palavra de Deus”.
O amor à Palavra é demonstrado pelo tempo que dedicamos a ela. O muçulmano demonstra amor ao Alcorão decorando-o inteiramente. E o Alcorão não é um livro pequeno. Em volume, equivale ao Novo Testamento. Você tem provado o seu amor para com as Escrituras? Se a sua resposta for positiva, não há como esquivar-se dos seguintes deveres, que só podem ser praticados por quem verdadeiramente ama as Escrituras.
2) Lê-la diariamente. “Buscai no livro do Senhor, e lede...” (Is 34.16); “Persiste em ler...” (1 Tm 4.13). É conhecida a história de uma irmã que havia perdido os seus óculos havia muitos anos. Ao receber a visita de um pastor, correu para apanhar a sua Bíblia. Ao abri-la, ficou muito contente: seus óculos estavam dentro dela! Infelizmente, há muitos crentes, inclusive obreiros, que não fazem questão de ler o Livro dos livros. Uns por falta de desejo, outros por negligência.
Há crentes que lêem todo tipo de literatura, exceto a Bíblia. Lêem livros, jornais e revistas (e isso é muito bom!), porém se esquecem da leitura principal. A Bíblia não é somente uma fonte de conhecimento. Ela é o nosso alimento. Somente uma pessoa alimentada pode alimentar a outras. É dever de todo crente ler o Livro Santo todos os dias (Sl 1.1-3).
3) Ouvir a sua exposição. “Quem é de Deus escuta as palavras de Deus...” (Jo 8.47). Todos os cristãos devem dar ouvidos à exposição da Palavra. O crente que se considera sábio o suficiente, a ponto de não precisar mais dar ouvidos ao ensino da Palavra, está em decadência espiritual. Ouvir a Palavra é sempre bom, pois produz fé (Rm 10.17) e aumenta a capacidade de entender as verdades espirituais (Sl 119.130), entre outras bênçãos.
4) Guardá-la no coração. “Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo” (Ap 1.3). Ler a Bíblia é imprescindível, e ouvi-la, uma necessidade imperiosa. Todavia, o crente que não guarda a Palavra torna-se um hipócrita. O salmista, provavelmente Esdras, disse: “Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti” (Sl 119.11).
5) Praticá-la. “E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, engando-vos com falsos dircursos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao varão que contempla ao espelho o seu rosto natural. Porque se contempla a si mesmo, e foi-se, e logo se esqueceu de que tal era” (Tg 1.22-24). A prática da Palavra é um dever superior ao de guardá-la. Todo pregador deve pregar o que vive e viver o que prega.
6) Manejá-la bem. “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se en-vergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” (2 Tm 2.15).
7) Interpretá-la corretamente. “Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus” (Mt 22.29). A quem Jesus disse essas palavras? Aos judeus religiosos, entre eles escribas, fariseus e saduceus. Jesus não negou que eles liam as Escrituras. Ao contrário, em João 5.39,40 (texto que muitos empregam erroneamente como um mandamento), o Mestre afirmou que eles examinavam a Bíblia, mas não sabiam interpretá-la corretamente.
Cabe ao servo do Senhor interpretar a Bíblia corretamente. As únicas pessoas capazes de conhecer o verdadeiro sentido dos textos sagrados são os seguidores de Cristo. Se os cristãos não interpretarem as Escrituras Sagradas corretamente, quem fará isso? Os russelitas, com as suas idéias anticristãs? Os espíritas, com os seus princípios reencarnacionistas? Os mórmons, com as suas idéias poligâmicas? Os budistas, com as suas filosofias panteístas? Os teosofistas, com os seus ensinos sincretistas? Quem, pois, poderá levar a verdade bíblica aos necessitados? Essa tarefa foi entregue aos seguidores de Cristo, pois:
a) Temos a mente de Cristo (1 Co 2.16).
b) Nosso conhecimento se dá mediante revelação divina: “... a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus...” (Mt 13.11).
c) Deus nos deu capacidade de interpretar corretamente as Escrituras: “E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo... E a unção, que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis” (1 Jo 2.20-27
).
d) Temos o Espírito Santo, inspirador e intérprete das Escrituras: “Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu” (Jo 14.26). Leia também 2 Pedro 1.20,21 e 1 Coríntios 2.9,10.

Você tem atentado para esses sete deveres para com a Palavra de Deus? Leia a sua Bíblia todos os dias de 2008! Freqüente a Escola Bíblica Dominical. Esta é a "geração forte" que Deus quer levantar, formada por todos aqueles que amam a Lei do Senhor!

Ciro Sanches Zibordi

21 comentários:

byDudu disse...

Amado Ciro,

Existe alguma referêcia na Palavra sobre a "luta" que o Cristão "pode" ter para não ler a Bíblia.
Algo do tipo: displicência, cansaço demasiado, falta de tempo...

Existem realmente, afrontas do inimigo para nos distrair da leitura diária? Ou só são coisas da nossa cabeça (consciência)?

Paz!

Eduardo Oliveira

Anônimo disse...

AMIGO CIRO

"E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede." (João 6 : 35)

João nos revela que JESUS é a PALAVRA (O Verbo de DEUS) que desceu dos Céus, o Pão da Vida.

O pão é um alimento universal, presente em quase todas as culturas, nos mais variados tipos. Um alimento de consumo diário. Nós brasileiros temos por hábito consumí-lo pela manhã e também à tarde.

JESUS é o PÃO DA VIDA que devemos "consumí-lo" todos os dias, através da PALAVRA DE DEUS. JESUS é a PALAVRA DE DEUS. Se amamos JESUS, amamos a PALAVRA DE DEUS.

Que possamos hoje nos alimentar deste PÃO!

Graça e Paz

Luis Carlos
Joinville/SC

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Eduardo,

Sem dúvidas, o Inimigo não quer que tomemos tempo com a meditação na Palavra de Deus. E fará tudo o que lhe for possível para nos tirar deste propósito. Não é por acaso que a Bíblia menciona os "dardos inflamados do Inimigo", mas, graças a Deus, temos o escudo da fé e o capacete da salvação (Ef 6.10-18).

Em Cristo,

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Luís Carlos,

Que nos alimentemos todos os dias desse maravilhoso maná do Céu!

CSZ

bayron disse...

A paz do Senhor,

Após ler este belíssimo comentário fico a imaginar na imensidão de cristãos que aceitam tudo que os pregadores falam, estes movidos pelo emocionalismo acabam falando coisas que não têm base bíblica.

Nesse desiderato, de quem é a culpa? Dos pregadores, ou dos cristãos que não examinam as escrituras?

A palavra de Deus requer interpretação, e nós só podemos ter a verdadeira hermenêutica sacrossanta, se estivermos "ligado" com o trono celestial. Só através do espírito Santo é que podemos alcançar as verdades centrais da Bíblia Sagrada.

Diante do exposto, percebo que as atrocidades cometidas no púlpito são conseqüência de uma vida sem comunhão com Deus.

Abraço,

Bayron!

Anônimo disse...

PR CIRO, A PAZ DO SENHOR,

AQUI É O PEDRINHO (VILA CAROLINA) SE LEMBRA ? TODOS OS DIAS ACESSO O BLOG, MAS A "CORRERIA"DA EMPRESA ME IMPEDE DE ENVIAR COMENTÁRIOS, É UMA BENÇÃO !!!!

PERGUNTO: NA SUA OPINÃO, QUAL É O MELHOR MÉTODO DE ESTUDO DA BIBLIA ? ANALITICO, SINTETICO, TÓPICO, OU TODOS ?

ABRAÇO EM CRISTO

PEDRO

Renan Diniz disse...

Caro Amigo Pr Ciro,
Otimo texto, é importanticimo lermos a Bíblia para nos alimentar, e para termos argumentos para combater as heresias pregadas em nossos dias.

Renan Diniz disse...

Caro amigo e Pr Ciro,

Otimo texto, lermos a bíblia nos leva mais perto de Deus e de sua vontade, e nos da argumentos para combater as heresias presentes em nossos dias.

bayron disse...

Pr. Ciro, gostaria que o senhor pudesse esclarecer, o motivo pelo qual, na Assembléia de Deus, não pode haver Pastora!

Eu tenho obtidos algumas respostas, porém não me convenseram!

Abraços!

Anônimo disse...

Caro Pr. Ciro

Paz do Senhor

Recentemente sugeri seu blog a um presbítero da minha igreja. Ele é muito conhecido e aclamado por todos em nossa região e sempre é convidado a pregar. Até que, há algum tempo, a pregação dele "era" bem cristocêntrica e bibliocêntrica. No entanto, de um tempo desses pra cá ele começou a mudar seu "jeito".

Soube que ele estava no Orkut e adicionei-o. Ao ver as comunidades dele, haviam duas assim: "Eu leio os livros de Benny Hinn" e "Bom Dia Espírito Santo". Fiquei um tanto quanto estarrecido e enviei um scrap pra ele com o link do seu blog e daquele artigo do "Benny Hinn é um profeta de Deus?", dizendo que era bem edificante.

Bem, resumindo a história, ontem à noite (culto de domingo) ele foi o pregador. E pense que a mensagem foi quase toda pra mim! O senhor entende né? Falou que "não deveríamos nos meter com teólogos", "vãs filosofias", "conceitos humanos", "tudo isso só traz confusão", etc. E no final ainda fez uma sessão de "cura interior", pedindo para as pessoas com problemas sentimentais e outros problemas irem à frente. Fez uma oração, primeiro orando a Deus e em seguida, na mesma oração, falando com Satanás. Tudo isso em uma igreja Assembléia de Deus.

Sinceramente, fiquei assombrado com tamanhas heresias... E ao final, conclui que realmente a maioria dos nossos irmãos pregadores estão com a mente cauterizada pelo movimento do pseudo-pentecoste, do barulho santo, da pregação extra-bíblica e dos contos e fábulas. E o que é pior, a igreja adora isso.

Muito triste...

Ismael Vasconcelos

Elian Soares disse...

Pastor Ciro,

Reitero a pergunta do irmão Bayron:

O fato da Assembléia de Deus não consagrar "Pastora" para o ministério tem fundamentação bíblica ou se trata de organização ministerial da Igreja, através da Convenção Geral das Assembléia de Deus?

Recentemente, fui indagado por uma aluna da EBD. Como não tenho um conhecimento profundo sobre o assunto, falei que existia uma possibilidade de ser uma questão de organização administrativa, deliberada através das reuniões das convenções estaduais/geral da AD. No entanto, comprometi-me de buscar respostas concretas.

Creio q como obreiro da nossa denominação, o senhor tenha uma resposta satisfatória.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Amados irmãos Bayron e Elian,

A pergunta que me fizeram é importante e merece profunda análise bíblica. Mas o que tenho a dizer, nessa rápida resposta (com todo respeito às mulheres), é que não há NENHUMA base bíblica para a consagração ou separação de pastoras para o Santo Ministério. Isso é uma inovação extrabíblica.

Sabemos que há exceções à regra, mas a exceção não deve ser transformada em regra. Quando fazemos valer o que pensamos ou sentimos, e não o que a Palavra de Deus diz, o perigo jaz à porta.

Jesus, que não tinha nenhum vínculo com fariseus, saduceus, escribas ou quaisquer grupos machistas de sua época, etc., fez questão de escolher 12 HOMENS, e não fez nenhuma ressalva.

Na igreja primitiva não houve pastoras ou mulheres com cargos afins. Fala-se muito de Priscila, mas com base em conjecturas. Fala-se de Júnia, que era um HOMEM! Etc., etc., etc... Este assunto rende...

Mas já que insistiram para que eu respondesse, eu o fiz, mesmo não tendo muito tempo para isso...

A paz!

CSZ

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro irmão Pedrinho,

É uma honra tê-lo aqui neste blog! Sua presença muito o enobrece!

Quanto à sua pergunta, vejo todos os métodos como eficazes dependendo das circunstâncias. Na verdade, um complementa o outro. Mas é claro que sempre teremos um preferência, dependendo de nossa atividade (pregação, aula, livros, apostilas, artigos, simples meditação, etc.), por um método.

Bem, o importante é estudar a Palavra, não é mesmo?

Deus o abençoe!

CSZ

Anônimo disse...

PR CIRO, A PAZ DO SENHOR,

SAUDOSO PR VALDIR BICEGO, UTILIZOU INÚMERAS VEZES, A EXPRESSÃO DO TAMBÉM, SAUDOSO PR CICERO CANUTO DE LIMA:

CAVOUCA A BIBLIA, IRMÃOS....

NÃO OUTRA COISA A FAZER, A NÃO SER:

CAVOUCAR A BIBLIA............

GLÓRIA A DEUS,

FIQUE COM DEUS,


PEDRINHO - VILA CAROLINA/SP

betoantero disse...

Sempre nas minhas orações peço á Deus que me dê fome e sede pela palavra dele, e já por algumas vezes quando já preparado para dormir sou incomodado para ler a Palavra.
Eu amo á Biblia!!

Parabêns pelo tópico, muito apropriado!

Alessandro Santos disse...

Caro pastor Ciro, essa semana que termina hoje, concluí que, hoje em dia, cada vez se torna mais difícil ser um crente em Jesus (observe que nem quis dizer o termo "evangélico"). Como se não bastassem aqueles irmãos da igreja dos bispos, que logo que ouvem vc dizer: "Estou com dor de cabeça", por exemplo, logo começam a te aconselhar como se você fosse um crente desviado, dizendo: "Não aceite isso na sua vida não! Isso é coisa do diabo! entregue o seu dízimo e exija sua cura, Deus não te chamou pra ser doente não! Decrete sua cura! atc...
Pois é, como se não bastassem esses, agora na quarta-feira passada, fui "evangelizado" por um irmão da igreja que prefere o sábado, ele me falava como se eu fosse um incrédulo, me disse pra ler a Bíblia e estudar, e procurar informações para que eu me "convertesse" pra igeja dele (mesmo sabendo que sou assembléiano). Ele tem investido alguns meses na minha "conversão", já percebi isso. Me disse que devo orar e pedir, ao ler a Bíblia, que Deus não deixe o diabo me cegar, logo, entendo eu, se eu continuar na Assembléia é porque eu estou cego pelo diabo!!! Ele também disse indiretamente, que as igrejas que não respeitam o sábado como dia do Senhor, estão na apostasia e são representadas, no Apocalípse, como a mulher sentada em cima da besta!!!!
Pra piorar, tenho um amigo que se converteu há pouco tempo em uma outra denominação, como ele está muito interessado no assunto "Reino de Deus", dei pra ele uma revista de escola dominical que fala sobre o mesmo assunto, (tudo isso na mesma quarta-feira), mais tarde nos encontramos novamente e ele me tratou como um herege, cheio de desconfianças comigo, me perguntando se realmente eu acredito que os crentes irão "morar no céu", pois na igreja dele, o ensino é que todos moraremos aqui mesmo na terra!!!!

Desculpe se a redação desse texto não está com a devida clareza, é porque estou escrevendo com pressa, mas estou cada vez mais preocupado com o rumo que essa colcha de retalhos, chamada Igreja Evangélica Brasileira está tomando!

Kleber Rodrigues disse...

Pr. Ciro,

Um famoso pastor baiano (inclusive com passagem pelo GMUH), não citarei o nome por ética, darei uma dica: ele gosta muito de falar sobre animais, em recente pregação disse o seguinte:

- Crente não tem que ler a bíblia, pois Jesus não mandou ler, tem que examinar as escrituras.

O Sr. acha correta esta afirmação??

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Kleber,

O que é examinar as Escrituras? O que se entende por examinar? É muito mais que ler, não é mesmo? Agora, que a leitura é necessária, é. Haja vista Isaías 34.16; 1 Timóteo 4.13, etc.

Portanto, o tal pregador podia enfatizado que não basta ler por ler. É preciso examinar as Escrituras. Aí sim.

Um abraço!

CSZ

Anônimo disse...

Caro dr. ciro

nos nossos dias nos depAramos com imensas situaxoens em que temos que usar a nossa propria cabeça, porque acha que so deveriamos seguir a lei de deus mesmo que isso va contra nos. queria saber porque é que o senhor acha que nao deveriamos pensar no mundo e em ideia filosoficas, discutir e aranjar esplicações lógicas para os problemas de hoje em dia ?
os melhores cumprimentos continue o seu maravilhoso trabalho.
Jeronimo.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro Jerônimo,

Concordo com você quanto ao fato de, no dia-a-dia, nos depararmos com circunstâncias em que temos de usar a nossa cabeça. E é óbvio que a nossa razão é uma fonte de autoridade. Entretanto, a fonte MÁXIMA de autoridade é sim a Palavra de Deus. Leia 1 Coríntios 2.14,15.

Certas verdades "não cabem em nossa cabeça", mas continuam sendo verdade, pois a fé deve preceder a razão.

A filosofia é fascinante, mas limitada, posto que não passa da esfera racional. O que está na Bíblia Sagrada é revelação de Deus. Leia 1 Pedro 1.24,25 e 2 Timóteo 3.16,17.

Em Cristo,

CSZ

Daniel Pereira disse...

Realmente ler a Bíblia deveria ser um ato diário, porém, não corriqueiro, como aqueles que fazemos sem perceber. Exemplo: escovar os dentes, comer, etc...
Temos que dedicar tempo para a leitura e meditação para ouvirmos a Voz do Todo-Poderoso falando direto ao nosso coração.

Belíssimo texto!